sexta-feira, 12 de julho de 2019

3 Dicas da Júlia: Filmes do Studio Ghibli


Mais um post da Júlia Gavillan aqui no blog, agora indicando três filmes do Studio Ghibli. O que acharam? Ela está no Twitter e no YouTube.

Veja também:
3 Dicas da Júlia: Filmes da Pixar
3 Dicas da Júlia: Séries baseadas em fatos reais
3 Dicas da Júlia: Músicas marcantes em filmes
3 Dicas da Júlia: Filmes que completam 20 anos em 2019
3 Dicas da Júlia: Filmes protagonizados por cantores ou cantoras
3 Dicas da Júlia: Filmes de terror dos anos 1970
3 Dicas da Júlia: Animações que completam dez anos
3 Dicas da Júlia: Cinebiografias
3 Dicas da Júlia: Os melhores filmes da DC
3 Dicas da Júlia: Animações da Disney
3 Dicas da Júlia: Documentários ótimos para assistir
3 Dicas da Júlia: Séries para assistir agora
3 Dicas da Júlia: Os melhores filmes da Marvel
3 Dicas da Júlia: Vencedores do Oscar em Melhor Filme

"Princesa Mononoke"

Vamos ser sinceros, "Princesa Mononoke" é um dos maiores épicos de fantasia que o cinema já viu. Se não concorda, você simplesmente não assistiu ainda. Mostrando o final do período Muromachi (aproximadamente 1336-1573), a animação segue o envolvimento do jovem príncipe Ashitaka em uma luta entre os deuses de uma floresta e os humanos que estão consumindo seus recursos.

Diferente dos outros filmes do Studio Ghibli, essa animação é bastante adulta e surpreendentemente violenta, mas nada é gratuito e o teor sombrio serve para reforçar as temáticas do enredo. Lançado em 1997, "Princesa Mononoke" faz um aviso ambiental cada vez mais relevante e necessário com uma cinematografia que cair o queixo até hoje.




"O Conto da Princesa Kaguya"

Lançado em 2013, "O Conto da Princesa Kaguya" não é uma animação convencional. Escrito e dirigido por Isao Takahata -- co-fundador do estúdio --, o filme apresenta um traço bem diferente do que estamos acostumados no estúdio. Revisitando um dos contos japoneses mais famosos, a animação acompanha um velho cortador de bambu e a esposa que encontram uma menininha dentro de um caule. Crescendo rapidamente e sendo adorada por todos, a misteriosa princesa deve enfrentar seu destino e a punição por seu crime.

É impressionante como essa animação consegue transmitir emoção em cada traço feito à mão, principalmente em uma sequência específica toda feita em carvão. Parece que o filme está sendo feito naquele momento, na sua frente. Esse foi o último filme de Takahata, morto em abril de 2018, aos 82 anos.




"Ponyo: Uma Amizade que Veio do Mar"

Digo com propriedade que "Ponyo" é um dos filmes que mais revi na vida. Dirigido por Hayao Miyazaki, é a história da amizade entre um menino de cinco anos e uma princesa princesa aquática que deseja ser humana. Parece extremamente simples, mas a animação está cheia de mensagens sobre família, amizade, paternidade ausente e consciência ecológica.

Com suas cores vibrantes e cheias de vida, "Ponyo" é uma das animações mais bonitas que já vi e uma das mais surpreendentes, porque é como se o visual tivesse saído da mente imaginativa de uma criança de cinco anos. Miyazaki compreendeu como funciona a louca imaginação de uma criança e criou uma história que é uma loucura de cores e movimento. Fantástico.



Siga o blog no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Saiba como ajudar o blog a continuar existindo

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!

Continue no blog: