Mais do blog:

sexta-feira, 16 de agosto de 2019

3 Dicas da Júlia: Filmes de Quentin Tarantino


Mais um post da Júlia Gavillan aqui no blog, agora indicando três filmes dirigidos por Quentin Tarantino. O que acharam? Ela está no Twitter e no YouTube.

Veja também:
3 Dicas da Júlia: Filmes baseados em livros de Stephen King
3 Dicas da Júlia: Séries documentais disponíveis na Netflix
3 Dicas da Júlia: Filmes do Studio Ghibli
3 Dicas da Júlia: Filmes da Pixar
3 Dicas da Júlia: Séries baseadas em fatos reais
3 Dicas da Júlia: Músicas marcantes em filmes
3 Dicas da Júlia: Filmes que completam 20 anos em 2019
3 Dicas da Júlia: Filmes protagonizados por cantores ou cantoras

"Bastardos Inglórios"

"Bastardos Inglórios' é o sonho de qualquer roteirista que gosta de misturar humor e tensão, e de todo diretor que sonha que cada cena seja imprescindível. Até o momento, Tarantino nunca tinha escrito uma história tão ambiciosa e cada cena é uma tapeçaria de segredos, enganos e intenções, tudo pelo simples desejo de sobrevivência. Entregando um dos vilões mais icônicos do cinema, "Bastardos Inglórios" nos presenteia com uma cena impecável já na abertura, quando Coronel Landa envolve sua vítima com precisão. Por ter sido um dos filmes mais populares do diretor até então, essa acabou sendo a porta de entrada de muita gente ao trabalho do cineasta.




"Cães de Aluguel"

Sem dúvida, a estréia de Tarantino em longas-metragens é um dos melhores filmes da década de 1990 e um dos melhores roteiros do cinema. Entregando o oposto da minha primeira dica, "Cães de Aluguel" é extremamente simples, recheado de conversas sobre assuntos banais. Só que o diretor conseguiu tornar esses diálogos - e monólogos - inesquecíveis. Esse cartão de visita de Tarantino nos mostrou que tipo que cineasta ele seria, com referências da cultura pop e diálogos afiados, além de ser a melhor introdução à filmografia do diretor. A sequência ao som de "Stuck in Middle With You" é uma das cenas mais memoráveis que já vi.

Clique aqui e ouça a trilha sonora do filme.




"Pulp Fiction"

Também entre os filmes marcantes dos anos 1990, "Pulp Fiction" permanece sendo um dos melhores filmes da carreira do diretor. Tarantino redefiniu a estrutura, o ritmo e a linguagem do cinema independente, criando sua própria mitologia. Esse é um daqueles filmes que resistem ao tempo e permanecem sendo relevantes para as novas gerações, principalmente por seus diálogos e por sua trilha sonora inesquecível. Ah, e agradeça "Pulp Fiction" por estabelecer Samuel L. Jackson como esse cara durão que vemos nos cinemas hoje.



Siga o blog no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!

Continue no blog: