No YouTube

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Melhores do ano 2015: 50 discos internacionais lançados em 2015

Titus Andronicus The Most Lamentable Tragedy


Focado em contar uma história sem perder a essência da banda, o Titus Andronicus conseguiu fazer um dos melhores discos do ano que não tocará em nenhum lugar. Apesar de um tanto excêntrico e estranho em algumas partes, faz muito sentido ao final da audição. Verdadeiro e atemporal, ele merece sua atenção do início ao fim ao propor uma reflexão sobre nós mesmos. É um dos grandes álbuns do ano. E digo isso sem medo de errar (clique aqui para ler a crítica completa).

Tal National - Zoy Zoy



Gravando em um lugar sem recursos, sem lojas de instrumentos e sem estúdios de gravação – o baterista faz suas próprias baquetas, por exemplo – a música feita pelo Tal National é algo primoroso e nos remete às belezas que a África pode nos dar musicalmente (clique aqui para ler a crítica completa).

AltanThe Widening Gyre



Um dos melhores discos que ouvi em 2015, com certeza. Seu estilo delicado, misturando ritmos que se casam muito bem, a delicadeza aliada com uma melancolia deixou tudo muito humano, muito palpável. Confesso que foi quase impossível segurar as lágrimas, porque é o disco que penetra na sua alma e faz pensar em muita coisa. É para ter em casa, em vinil, para ouvir com tranquilidade e sem anseio (clique aqui para ler a crítica completa).

The MavericksMono



E nem preciso falar muito, porque as canções falam por mim. Mono é desses que tocam não só o coração, mas a alma (clique aqui para ler a crítica completa)

Pneu - Destination Qualité



É muito difícil achar bandas novas que tentam algo diferente. E diferente falo de não empunhar um violão e sair cantando ou fazer canções facilmente radiofônicas. O trabalho do Pneu neste álbum é belíssimo, uma aula de música instrumental de qualidade. Talvez ninguém tenha ideia desses caras, talvez ninguém vá lembrar desse disco na semana que vem. Mas para quem gosta de música, como é meu caso, descobrir uma banda nova que faz uma coisa totalmente fora da curva ainda dá esperanças de continuar escrevendo e procurando coisa nova (clique aqui para ler a crítica completa)

BaronessPurple



O resultado é um disco absolutamente fantástico. Do início ao fim, é difícil parar de ouvir e não se envolver com tudo que compõe Purple, um dos grandes álbuns de 2015 (clique aqui para ler a crítica completa).

Christian ScottStretch Music (Introducing Elena Pinderhughes)



Christian Scott consegue entregar um disco instrumental moderno e, ao mesmo tempo, não perde nada da base fundamental do jazz. Vale muito a pena ouvir Stretch Music (Introducing Elena Pinderhughes) em qualquer lugar e hora. Se deixe levar pela boa música instrumental (clique aqui para ler a crítica completa).

John GrantGrey Tickles, Black Pressure




O recado é claro: o amor nunca falha. E quem também não falha é John Grant, que conseguiu fazer outro disco espetacular em sua curta carreira solo. Cheio de referências, desabafos, amores e desamores, ele pinta como um dos grandes compositores nessa nova década dos anos 2000 (clique aqui para ler a crítica completa).

DeafheavenNew Bermuda



É um álbum muito bonito, reflexivo e emocionante. São poucos os autores que conseguem colocar tantas coisas em um único trabalho de apenas cinco faixas. Cada uma vale muito para pensarmos sobre nós mesmos em um dos melhores discos do ano (clique aqui para ler a crítica completa).

GhostMeliora


Em poucas palavras, é o melhor disco do Ghost e vale muito a pena ouvi-lo do início ao fim. Era a guinada que a banda precisava para ganhar o mundo (clique aqui para ler a crítica completa).

Joe SatrianiShockwave Supernova
EnoFrom The Lower Earth And Ocean
TerakaftAlone
Paul WellerSaturns Pattern
METZMETZ II
ProdigyThe Day Is My Enemy
Sufjan StevensCarrie and Lowell
Courtney BarnettSometimes I Sit And Think, And Sometimes I Just Sit
Pond - Man It Feels Like Space Again
The Decemberists - What a Terrible World, What a Beautiful World
Iron MaidenThe Book Of Souls
The Souljazz OrchestraResistance
Leon BridgesComing Home
Sara BareillesWhat's Inside: Songs from Waitress
Julia HolterHave You In My Wilderness
Girl BandHolding Hands With Jamie
DeerhunterFading Frontier
St GermainSt Germain
Tiken Jah FakolyRacines
Daby TouréAmonafi
Speedy OrtizFoil Deer
Thee Oh SeesMutilator Defeated At Last
The RevivalistsMen Amongst Mountains
ManyfingersThe Spectacular Nowhere
Willie Nelson e Merle HaggardDjango And Jimmie
Lightning BoltFantasy Empire
The Bright Light Social HourSpace Is Still The Place
Hot ChipWhy Make Sense?
NnekaMy Fairy Tales
My Morning JacketThe Waterfall
BlurThe Magic Whip
Alabama ShakesSound and Color
Guadalupe PlataGuadalupe Plata 2015
Kendrick Lamar - To Pimp a Butterfly
Noel Gallagher's High Flying Birds - Chasing Yesterday
Father John Misty - I Love You, Honeybear
Mondo DragMondo Drag
The CharlatansModern Nature
Bob Dylan - Shadows in the Night
Natalie Prass - Natalie Prass

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais! Isso ajuda pra caramba o blog a crescer e ter a chance de produzir mais coisas bacanas.