sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Resenha: Esperanza Spalding - 12 Little Spells


Cantora e baixista disponibilizou o sétimo disco de estúdio

Qualquer criança prodígio gera muita expectativa por parte de quem apostou na carreira dela, dos pais e até dela mesma, já que não deve ser muito fácil ser tão melhor em alguma coisa do que seus amigos da mesma idade. A cantora e baixista Esperanza Spalding começou na música aos cinco anos e nunca mais parou. São sete discos de estúdio lançados, entre eles “12 Little Spells”, disponibilizado recentemente em formatos físico e digital.

O álbum abre com a faixa-título, mostrada ao ouvinte em um arranjo grandioso – quase tema de algum clássico do estúdio de cinema MGM dos anos 1940. A faixa também traz uma mistura entre experimental e R&B, em que é usada para acelerar determinadas partes. É um início, no mínimo, intrigante. E é em "To Tide Us Over" que Spalding mostra o tom mais “estranho” de seu trabalho em quase cinco minutos.

Veja também: 
Resenha: Kurt Vile – Bottle It In
Resenha: David Crosby – Here If You Listen
Resenha: Charles Bradley – Black Velvet
Resenha: Eric Clapton – Happy Xmas
Resenha: Unknown Mortal Orchestra – IC-01 Hanoi
Resenha: Bixiga 70 – Quebra-Cabeça
Resenha: Ty Segall – Fudge Sandwich


Uma música das mais bonitas do disco é "Until The Next Full", quando o arranjo coloca algo ainda experimental, porém delicado e com elementos muito sutis. Isso deixa a letra melancólica pronta para ser pontuada pelos instrumentos, já "Thang" é bem delicada ao usar elementos simples para pontuar as referências sexuais da letra e "Touch in Mine" também usa do mesmo artifício para falar do mesmo assunto – só muda a abordagem.

Se "The Longing Deep Down" é das mais experimentais do disco, "You Have To Dance" é exatamente o prometido pelo título e, ao colocar o R&B dançante para funcionar, é das melhores do trabalho. E a dupla formada por "Now Know" e "All Limbs Are" faz parte de faixas mais artísticas do trabalho, de algo mais elaborado, de algo que transcende a música e transita bem por outros lugares.

Outra das melhores, essa com potencial para ir além, "Readying to Rise" funciona muito bem até mesmo na parte em que a cantor declama parte da letra. A animada "Dancing The Animal" e a experimental "With Others" encerram o disco.

Esperanza Spalding promove o encontro de dois mundos diferentes. É como se a melancolia encontrasse o R&B dançante, e tudo isso fosse pontuado por um toque experimental. Surpreende, é um trabalho curioso e artístico. Um ponto fora da curva em uma estrada da música pop cada vez mais reta e engessada.

Tracklist:

1 - "12 Little Spells"
2 - "To Tide Us Over"
3 - "Until The Next Full"
4 - "Thang"
5 - "Touch in Mine"
6 - "The Longing Deep Down"
7 - "You Have To Dance"
8 - "Now Know"
9 - "All Limbs Are"
10 - "Readying to Rise"
11 - "Dancing The Animal"
12 - "With Others"

Avaliação: muito bom




Siga o blog no Twitter Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Saiba como ajudar o blog a continuar existindo

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!

Continue no blog: