segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Quando uma música simplesmente emociona


Abertura de “Somebody Feed Phil” me emocionou como há muito tempo eu não ficava

Qualquer pessoa que gosta de música já se emocionou com alguma coisa. Seja escutar aquela das boas recordações, ir ao show do artista preferido ou aquela balada triste que só serve para aumentar ainda mais a tristeza. Ela tem esse poder e, pela primeira vez em muito tempo, senti isso quando ouvi uma música por esses dias. Por incrível que pareça, não é qualquer música. É a abertura de uma série.

“Somebody Feed Phil” é uma série-documental em que acompanhamos Phil Rosenthal, criador da série Everybody Loves Raymond (1996-2005), em viagens pelo mundo em busca de restaurantes, chiques ou não, para alimentá-lo. Com seu jeito engraçado, fofo e desajeitado – quase uma personificação do Mr. Bean –, ele encanta e emociona ao longo dos 12 episódios das duas temporadas disponíveis até aqui pela Netflix.

Veja também:
Primeira experiência dos Beatles fora da música foi um fracasso
Guerra comercial entre Estados Unidos e China afeta fabricação de sintetizador Moog
Fim da compra de música pelo iTunes marcaria fim de uma época
Ninguém soube explorar tanto uma crise na relação como Jay-Z e Beyoncé
Anthony Bourdain e o amor pela música
Live Nation compra Rock in Rio: vem um festival (ainda) mais igual aos outros?



A abertura da série me pegou de um jeito que não me sentia há muito tempo com uma música. Cantada pela ótima banda Lake Street Dive (clique aqui e leia a resenha do disco mais recente), a letra é muito simples e bobinha, com um arranjo bem grudento e bem específico sobre a série. Era certo: começava a abertura, meus olhos enchiam de lágrimas.

Não consegui uma explicação lógica para isso até agora, então achei melhor parar de procurar e simplesmente não mexer mais nisso. É muito bom me emocionar assim com uma música que não tinha a menor pretensão de fazer isso com quem estava vendo a série.

É assim que a emoção através da música deve acontecer, com naturalidade e quando você menos espera. E é assim que vou me lembrar dessa série. Ela me devolveu algo que pensava ter perdido em algum momento da vida. E isso ninguém vai tirar de mim.




Me siga no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!

Continue no blog: