quarta-feira, 3 de março de 2021

Resenha: King Gizzard and The Lizard Wizard - L.W.


Para quem é fã do King Gizzard & The Lizard Wizard, está cada vez mais difícil conseguir acompanhar todos os lançamentos. Liderados pelo músico Stu Mackenzie, a banda tem lançado músicas e álbuns em uma velocidade espantosa. Pouco mais de dois meses depois do último disco de estúdio, eles voltam com um novo trabalho. Se o anterior foi o "K.G", o novo só poderia se chamar "L.W.". É o 17º disco de estúdio em pouco mais de oito anos do lançamento do primeiro.

Uma banda que lança tanta música é passível de erros, certo? Pois não parece ser o caso do King Gizzard, que abre o novo trabalho com a empolgante "If Not Now, Then When?". O primeiro single do disco é empolgante e prende o ouvinte logo de cara. E sem parar para respirar, "O.N.E." surge para nos lembrar da culpa pelo atual estado do Planeta Terra e com isso acaba refletindo no noticiário.

Veja também:
Resenha: Nick Cave e Warren Ellis - Carnage
Duas resenhas: slowthai e nothing,nowhere
Duas resenhas: Pale Waves e Django Django
Resenha: Mogwai - As The Love Continues
Duas resenhas: Clap Your Hands Say Yeah e Rat Columns
Resenha: BaianaSystem - Navio Pirata

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!

Estou no Twitter e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

A potente "Pleura" aparece para nos lembrar sobre como qualquer coisa fora do normal mexe com a cabeça de qualquer ser humano -- nesse caso, o paralelo é com a pandemia do novo coronavírus. Mas nem só de atualidades vive a banda, eles também fazem comentários sobre o poder da Igreja Católica ("Supreme Ascendancy"), partem para o experimental sem a menor cerimônia ("Static Electricity" e "East West Link") e abrem espaço para um pop psicodélico na parte final ("Ataraxia", "See Me" e "K.G.L.W."), na melhor sequência de canções do álbum.

"L.W." funciona como uma peça única de pouco mais de 40 minutos de duração e fala dos problemas que vivemos nos últimos anos. O destaque do trabalho são os arranjos, que vão desde coisas simples até mais complexas, principalmente ao misturar o lado mais experimental do grupo com música indiana e eletrônica, por exemplo.

O King Gizzard & The Lizard Wizard é a melhor banda do mundo há, pelo menos, quatro anos com uma consistência e regularidade assustadoras. E os discos estão cada vez mais surpreendentes e melhores. Isso é incrível.

Tracklist:

1 - "If Not Now, Then When?"
2 - "O.N.E."
3 - "Pleura"
4 - "Supreme Ascendancy"
5 - "Static Electricity"
6 - "East West Link"
7 - "Ataraxia"
8 - "See Me"
9 - "K.G.L.W."

Avaliação: ótimo

Continue no blog: