Mais no blog:

quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Resenha: Jeff Tweedy - Love is the King


O Wilco é uma dessas bandas que toca o coração de muitas pessoas. Quando assisti a um show da banda no Popload Festival, fiquei ainda mais encantado pelo poder em atrair milhares de pessoas em uma espécie de comunhão indie regida pelo vocalista e compositor Jeff Tweedy. Mais recentemente, Tweedy investe o tempo em novos rumos muscais, como o duo Tweedy com o filho Spencer.

A grande novidade nos últimos anos é a carreira solo, que não existia até o primeiro álbum em 2017. Depois, em um ritmo dos mais alucinantes, ele vem soltando um disco por ano. Nesses lançamentos já dá para incluir "Love is the King", quarto trabalho da carreira solo. A faixa-título apresenta uma melodia suave e uma letra cheia de poesia, uma aposta de Tweedy em outro formato de música.

Veja também:
Resenha: Gorillaz - Song Machine, Season One: Strange Timez
Resenha: Bruce Springsteen - Letter to You
Duas resenhas: Jónsi e Matt Berninger
Resenha: beabadoobee - Fake It Flowers
Resenha: Sufjan Stevens - The Ascension
Resenha: Drive-By Truckers - The New OK

O disco avança e é possível ouvir referências da música country ao longo de quase todo trabalho. Não é que ele nunca tenha feito isso antes. Ele fez, mas o peso é outro quando é a carreira solo. É a mão dele na música, nos arranjos e em todo resto. Isso faz diferença, principalmente quando ouvimos as músicas e parece faltar alguma coisa a mais.

Jamais se deve comparar a carreira solo de alguém com a banda que tinha ou tem. Isso posto, parece que Tweedy ainda não encontrou o caminho para a carreira solo. Existe certa irregularidade no repertório que incomoda um pouco. Por exemplo, o álbum é bem morno até "Gwendolyn", a melhor faixa do trabalho. Depois fica morno de novo. É como um diretor de cinema fazer um filme por ano: vai sair alguma coisa, com certeza, mas a qualidade será sempre um ponto importante na discussão.

No caso específico de "Love is the King", falta alguma coisa, apesar de não ser um trabalho ruim. Se pegarmos os quatro álbuns lançados até aqui por Jeff Tweedy, dá um show bacana -- saudades de um show, né, minha filha? Talvez, para ele, isso seja mais que suficiente.

Estou no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Tracklist:

1 - "Love Is The King"
2 - "Opaline"
3 - "A Robin or A Wren"
4 - "Gwendolyn"
5 - "Bad Day Lately"
6 - "Even I Can See"
7 - "Natural Disaster"
8 - "Save It For Me"
9 - "Guess Again"
10 - "Troubled"
11 - "Half-Asleep"

Avaliação: bom

Continue no blog:

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!