Mais do blog:

quinta-feira, 28 de maio de 2020

Dois discos: Trivium e Kvelertak


Trivium - "What The Dead Men Say"

São mais de 20 anos de atividade e 17 do primeiro álbum de estúdio cheio. Então, para o Trivium, lançar um disco não é assim uma novidade. "What The Dead Men Say", o nono da discografia, apresenta uma banda que apostou firme em continuar o que já vinha desenvolvendo nos últimos anos. Tem muito de thrash, assim como muito do lado mais clássico do metal. Para quem gosta do gênero, é uma ótima pedida para juntar os amigos no Zoom e beber uma cerveja enquanto ouve.

Avaliação: ótimo

Veja também:
Dois discos: Moses Sumney e A Girl Called Eddy
Dois discos: Steve Earle e Nathaniel Rateliff
Dois discos: Woods e Indigo Girls
Dois discos: Sparks e Austra
Resenha: Tatá Aeroplano - Delírios Líricos
Resenha: Moby - All Visible Objects



Kvelertak - "Splid"

Trocar de vocalista é sempre algo complicado, principalmente quando o anterior era "apenas" um dos fundadores do grupo. No caso do Kvelertak, dá para falar que "Splid" é quase uma espécie de renascimento quatro anos depois do último álbum de estúdio. Ivar Nikolaisen dá conta do recado em um trabalho cheio de energia e pronto para agradar qualquer fã do metal norueguês -- isso por si só já o suficiente.

Avaliação: muito bom

Continue no blog:



Siga o blog no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!