Mais no blog:

quinta-feira, 30 de abril de 2020

Dois discos: Baxter Dury e Laumé


Baxter Dury - "The Night Chancers"

Nunca tinha ouvido nenhum trabalho de Baxter Dury até cair em "The Night Chancers", disponibilizado há poucos dias. Com uma mistura de Joy Division com Nick Cave, o disco impressiona por ser uma espécie de relato da vida real. Esse é o tipo disco que qualquer autor ou organizador de trilha vai querer colocar uma ou duas músicas no projeto em que estiver envolvido porque as canções combinam muito com qualquer tipo de tema -- desde a falada "Sumlord" até "Carla's Got a Boyfriend". Para quem gosta, é um trabalho dos melhores.

Avaliação: muito bom

Veja também:
Dois discos: Dua Lipa e Rina Sawayama
Dois discos: Djonga e Cícero
Resenha: Brendan Benson - Dear Life
Resenha: John Anderson - Years
Resenha: Fiona Apple - Fetch the Bolt Cutters
Resenha: Laura Marling - Song for Our Daughter



Laumé - "Waterbirth"

Mais uma artista surgida da Nova Zelândia com uma pegada mais eletrônica, Laumé faz sua estreia com um disco cheio em "Waterbirth". O trabalho começa bem e segue assim até a metade, mas acaba ficando repetitivo na segunda parte e muito morno. Faixas como "Darkside", "Spells (Oedipusi)" funcionam muito bem e têm boa chances de ganhar uma vida longa. Uma pena que essa estreia seja aquém desse início tão promissor.

Avaliação: regular

Continue no blog:



Siga o blog no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!