Mais do blog:

terça-feira, 17 de março de 2020

Resenha: James Taylor - American Standard


James Taylor faz parte da segunda geração de músicos de sucesso nos Estados Unidos. Mais novo de três a cinco anos do que os que fizeram sucesso primeiro, o cantor e compositor explodiu nos anos 1970 e não parou mais. Último disco de inéditas do cantor é "Before This World" (2015) e continua por um bom tempo, já que "American Standard" é uma coletânea de músicas clássicas da cultura dos Estados Unidos.

Nos últimos anos, muitos veteranos têm optado pela gravação de músicas de sucesso entre os anos 1920 e 1930. Eles alegam estar homenageando os nomes de sucesso daquele tempo, as referências que eles pegaram em estilo para aprender as canções ainda muito jovens e dar início a uma carreira de bastante sucesso, como o caso de James Taylor.

Veja também:
Resenha: Letrux - Letrux aos Prantos
Resenha: Body Count - Carnivore
Resenha: Stone Temple Pilots - Perdida
Dois discos: Soccer Mommy e Anna Calvi
Resenha: Stephen Malkmus - Traditional Techniques
Resenha: Nada Surf - Never Not Together


Como cada músico tem seu próprio estilo, essas regravações ganham uma cara diferente. Em "American Standard", Taylor opta por uma mistura entre referenciar bem a faixa com seu próprio estilo, criando uma versão muito própria para cada canção. É um disco sem nenhuma invenção de nenhum ponto de vista. Isso é ruim? Claro que não, e isso transforma o trabalho em algo bem gostoso de ouvir ao longo do dia. É relaxante ouvi-lo cantar essas canções.

Provavelmente, a música mais reconhecível aqui para quem não teve muito contato com esses clássicos é "Pennies From Heaven", que teve uma versão cantada por Frank Sinatra em parceria com Count Basie em 1962 -- final do segundo auge da carreira do icônico cantor de olhos verdes. Mas as outras 13 faixas também têm bem mais de uma versão por aí, então recomenda-se pesquisar para mais (todos terão mais tempo nessa quarentena).

Nem todo disco precisa ser brilhante. Ser divertido e gostoso de ouvir são duas coisas fundamentais, e James Taylor cumpre isso muito bem nessas regravações ao homenagear os grandes clássicos da história da música dos Estados Unidos. Sem esses pioneiros, talvez não houvesse um James Taylor.

Tracklist:

1 - "My Blue Heaven"
2 - "Moon River"
3 - "Teach Me Tonight"
4 - "As Easy As Rolling Off A Log"
5 - "Almost Like Being In Love"
6 - "Sit Down, You’re Rockin’ The Boat"
7 - "The Nearness Of You"
8 - "You’ve Got To Be Carefully Taught"
9 - "God Bless The Child"
10 - "Pennies From Heaven"
11 - "My Heart Stood Still"
12 - "Ol' Man River"
13 - "It's Only A Paper Moon"
14 - "The Surre"

Avaliação: bom



Continue no blog:



Siga o blog no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!