Mais do blog:

quarta-feira, 18 de março de 2020

Dois discos: Mehdi Nabti and Prototype e The Orielles


Mehdi Nabti & Prototype - "Grooves à Mystères"

Filho de argelinos, Mehdi Nabti nasceu em Paris, na França, e virou uma das grandes referências do saxofone nos últimos 30 anos. Seu estilo mistura música tradicional do norte da África e da África subsaariana com improvisações do jazz e do funk pós-bop, e acaba fazendo algo único e bastante prazeroso. Em "Grooves à Mystères", oitavo álbum desde 2012, ele uniu forças com a banda Prototype para lançar um trabalho que apresenta muito do jazz puro sem perder a influências de suas raízes. Ousado e desafiador em certos momentos, o trabalho mostra como o gênero é muito poderoso quando uni-se a outros elementos musicais diferentes. É o tipo de álbum que muita gente deveria ouvir, tamanha qualidade das músicas e dos músicos.

Avaliação: ótimo

Veja também:
Resenha: James Taylor - American Standard
Resenha: Letrux - Letrux aos Prantos
Resenha: Body Count - Carnivore
Resenha: Stone Temple Pilots - Perdida
Dois discos: Soccer Mommy e Anna Calvi
Resenha: Stephen Malkmus - Traditional Techniques


The Orielles - "Disco Volador"

Uma das muitas bandas inglesas que brotam na ilha a todo momento, o Orielles disponibilizou recentemente o segundo disco de estúdio da carreira. A banda aposta em um som que dá para chamar de indie moderno, em que o arranjo usa muitos efeitos em faixas fáceis de decorar na segunda ou terceira audição no máximo. Não é um disco genial, mas acaba sendo bom para ouvir caso queira relaxar um pouco nesse momento difícil.

Avaliação: bom

Continue no blog:



Siga o blog no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!