Mais no blog:

terça-feira, 7 de janeiro de 2020

Dois discos: Lana Del Rey e Harry Styles (2019)


Lana Del Rey - "Norman Fucking Rockwell!"

Lana Del Rey sempre foi algo de bastante controversa ao longo de toda sua carreira, já que ela é um fruto desses novos tempos de YouTube, redes sociais e todo resto. São seis discos lançados, incluindo "Norman Fucking Rockwell!". O trabalho não foge muito do que ela fez anteriormente, mas soa mais maduro e ela parece estar mais presente na formatação do trabalho como todo. Se antes a cantora soava como uma boneca quase sem personalidade e pronta para aceitar os caprichos de diretores e produtores em sua música, agora parece ter entrado nesse jogo -- muito fruto de seu próprio sucesso, claro. O álbum apresenta algumas canções longas, mas não são cansativas. Talvez seja o melhor trabalho da carreira de Del Rey que, enfim, parece ter uma cara própria.

Avaliação: muito bom

Veja também:
Dois discos: Beck e The Who
Dois discos: Dona Onete e BIKE
Dois discos: Tool e Sunn 0))))
Dois discos: Jeff Lynne's ELO e Carla dal Forno
Dois discos: Kevin Morby e (Sandy) Alex G
Dois discos: Lady Antebellum e The Good Ones



Harry Styles - "Fine Line"

Ao lançar um disco quando a maioria das listas de melhores de ano havia saído, Harry Styles deve detestar a crítica de música de maneira geral. Ele conseguiu quebrar todo mundo quando disponibilizou "Fine Line" em meados de dezembro. Diferente do primeiro trabalho que continha músicas em um estilo Alpha FM para todas as idades, com duas canções muito fortes -- entre elas o hit incontestável "Sign of the Times"--, esse novo álbum é muito mais consistente do início ao fim. Dá para suspeitar que foi concebido para ser assim, com uma estrutura melhor de músicas e uma montagem também melhor da ordem das músicas, que seguem uma determinada linha de trabalho um pouco mais grudenta do que as do disco anterior. É sempre uma boa notícia quando um astro do pop encontra um bom caminho e segue em frente. Com apoio de muitos produtores, uma grande gravadora e uma boa capacidade de marketing, Harry Styles caminha a passos largos para se consolidar como um dos grandes artistas dessa nova década que começa (ou está para começar, dependendo do seu ângulo).

Avaliação: muito bom

Continue no blog:



Siga o blog no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!