Mais no blog:

terça-feira, 18 de maio de 2021

Resenha: Black Keys - Delta Kream


O Black Keys é uma das bandas mais legais do mundo, apesar de ter visto um show lamentável no Lollapalooza Brasil há alguns anos -- aquele palco gigantesco não combinou em nada com o som deles. A dupla formada por Dan Auerbach e Patrick Carney fez um enorme sucesso espontâneo com "Lonely Boy", presente em "El Camino" (2011), e gerou expectativas nunca correspondidas para uma canção parecida com essa. Talvez cansados de tanta cobrança, eles resolveram se afastar completamente disso e lançaram "Delta Kream", um disco em homenagem aos grandes nomes do blues.

Gravado em dois dias em sessões de dez horas cada, o trabalho foi finalizado logo após a turnê de "Let's Rock" (2019) e ficou engavetado até pouco tempo atrás, quando foi anunciado. É um álbum de covers que funciona muito bem, principalmente por destacar a dupla no que ela pode apresentar de melhor: um som maduro para ser tocado em um lugar pequeno, esfumaçado com as pessoas se espremendo e prestando atenção em cada nota.

Veja também:
Duas resenhas: Lisa Gerrard & Jules Maxwell e Matt Sweeney & Bonnie Prince Billy
Resenha: Van Morrison - Latest Record Project Volume I
Resenha: Weezer - Van Weezer
Duas resenhas: girl in red e Marianne Faithfull with Warren Ellis
Duas resenhas: Guided By Voices e Royal Blood
Resenha: Teenage Fanclub - Endless Arcade

Estou no Twitter e no Instagram. Ouça o podcast, compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!


Logo na abertura, com "Crawling Kingsnake", é possível sentir esse misto de homenagem com uma jam entre eles e os amigos convidados para completar a banda. É pura diversão e entretenimento entre pessoas que cresceram, conhecem e gostam das raízes do blues. É quase impossível não se divertir ouvindo o disco indo de solo em solo, de riff em riff. Em cada momento, uma homenagem a alguém importante que fez o blue ser tão adorado e aclamado como é atualmente.

Com quatro no total, o homenageado com o maior número de canções é o guitarrista Junior Kimbrough, pioneiro no que ficou conhecido como Blues do Norte do Mississippi, um estilo em que a guitarra tem um groove firme e poucas mudanças de notas.

"Delta Kream" funciona, é divertido e mostra como o Black Keys consegue equilibrar bem o gosto pelo blues com o estilo musical deles. E ainda é uma boa oportunidade para conhecer os homenageados do álbum.

Tracklist:

1 - "Crawling Kingsnake" (Big Joe Williams / John Lee Hooker)
2 - "Louise" (Mississippi Fred McDowell)
3 - "Poor Boy a Long Way from Home" (R. L. Burnside)
4 - "Stay All Night" (Junior Kimbrough)
5 - "Going Down South" (R. L. Burnside)
6 - "Coal Black Mattie" (Ranie Burnette)
7 - "Do the Romp" (Junior Kimbrough)
8 - "Sad Days, Lonely Nights" (Junior Kimbrough)
9 - "Walk with Me" (Junior Kimbrough)
10 - "Mellow Peaches" (Big Joe Williams)
11 - "Come On and Go with Me" (Junior Kimbrough)

Avaliação: muito bom

Continue no blog: