Mais no blog:

quarta-feira, 14 de abril de 2021

Duas resenhas: Ballaké Sissoko e Matthew E. White & Lonnie Holley


Ballaké Sissoko - "Djourou"

Filho do músico gambiano Djelimady Sissoko, Ballaké Sissoko acabou nascendo no Mali por conta de um convite do governo para o pai fazer parte da Orquestra do país e acabou assumindo o posto de Djelimady, aos 13 anos, quando ele morreu. Ele acabou virando um dos músicos malineses mais notórios dos últimos anos e esse sucesso é coroado em "Djourou", álbum inspirado por problemas que teve na alfândega dos Estados Unidos quando estava indo para Paris. Cheio de convidados, ele mostra bem o motivo de ser chamado de mestre da corá.

Avaliação: ótimo

Veja também:
Duas resenhas: Cheap Trick e Nick Waterhouse
Resenha: trilha sonora de Mank
Resenha: Godspeed You! Black Emperor - G_d's Pee AT STATE'S END!
Duas resenhas: Tune-Yards e Flock of Dimes
Duas resenhas: Floating Points e Death From Above 1979
Resenha: Tomahawk - Tonic Immobility

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!

Estou no Twitter e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!


Matthew E. White & Lonnie Holley - "Broken Mirror: A Selfie Reflection"

Inspirado pela fase elétrica de Miles Davis, mais precisamente o clássico "Bitches Brew", Matthew E. White entrou em estúdio para improvisar e gostou do que ouviu. Disso, ele convidou o músico experimental e artista plástico Lonnie Holley para uma parceria. E assim nasceu "Broken Mirror: A Selfie Reflection", um trabalho altamente experimental que merecia estar exposto em algumas das galerias mais importantes do mundo por conseguir mostrar que há diversas maneiras de fazer (boa) música.

Avaliação: muito bom

Continue no blog: