Mais no blog:

quarta-feira, 7 de outubro de 2020

Resenha: Thurston Moore - By the Fire

O fim do Sonic Youth fez com que cada ex-membro da banda optasse por seguir o próprio caminho. Claro que o guitarrista Thurston Moore não foi diferente e "By the Fire" já é o quarto disco fora da banda, que ajudou a completar cinco álbuns da carreira solo ao todo. E ainda tem o álbum de mesmo nome lançado com o Chelsea Light Moving em 2013.

Uma carreira bastante produtiva para alguém que sempre tentou sempre avançar na técnica de tocar guitarra ao longo dos anos. Sem precisar dividir o protagonismo com outros integrantes, Moore pode fazer experiências quase mágicas com a guitarra em seus álbuns solo. O novo trabalho começa suave com "Hashish" e "Cantaloupe", uma pequena mostra do que um riff de guitarra pode fazer. Nessas duas faixas, Moore brinca um pouco de ser Jimi Hendrix.

Veja também:
Resenha: Idles - Ultra Mono
Resenha: Will Butler - Generations

Resenha: Fleet Foxes - Shore
Resenha: Bob Mould - Blue Hearts
Resenha: Napalm Death - Throes of Joy in the Jaws of Defeatism
Resenha: Osees - Protean Threat

A partir de "Breath", o guitarrista se solta e mostra o que realmente gosta de fazer com a guitarra: pegar uma estrutura montada por ele e improvisar em cima. A canção até tem um letra bem fácil de pegar e dançar, mas o que vale mesmo é o trabalho feito com a guitarra no começo e no final dos quase 11 minutos. "Siren", "Locomotives" e "Venus" são variações dessa mesma ideia, momentos em que ele reveza entre o pesado e o melancólico.

As mais curtas ("Calligraphy", "Dreamers Work" e "They Believe In Love [When They Look At You]") são mais lentas, mostrando que a fúria vai diminuindo com a idade. São boas canções que encaminham Moore para uma nova fase da carreira, essa um pouco mais pensativa e mais calma, sem tanta fúria, força e agilidade de antes.

Thurston Moore é um dos melhores guitarristas da geração dele e "By the Fire" comprova isso mais uma vez. Essa mudança de fase começa a gerar novos frutos em um álbum dos melhores.

Tracklist:

1 - "Hashish"
2 - "Cantaloupe"
3 - "Breath"
4 - "Siren"
5 - "Calligraphy"
6 - "Locomotives"
7 - "Dreamers Work"
8 - "They Believe In Love [When They Look At You]"
9 - "Venus"

Avaliação: muito bom

Continue no blog:

Siga o blog no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!