No YouTube

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Resenha: Ringo Starr – Give More Love


Veterano, cantor mostra ter fôlego para seguir na carreira solo

Ringo Starr, 77, não tem mais muita coisa para apresentar em sua discografia, mas o baterista conseguiu uma carreira solo segura ao formar a All-Starr Band e sair em turnê pelo mundo para cantar os sucessos dele e de outras bandas. E é inegável que as pessoas ainda vão vê-lo para ouvir "Yellow Submarine" e "With a Little Help From My Friends". Sucessor do bom, porém esquecível, Postcards From Paradise (2015), Give More Love, 19º disco de estúdio, tem uma ajudinha dos amigos – Joe Walsh, Dave Stewart, Gary Nicholson, Paul McCartney e outros.

Não precisa ser um gênio para saber que "We're on the Road Again" será usada para abrir a nova turnê da All-Starr Band. E com razão. Animada e com um riff de guitarra grudento, assim como o refrão, é bonitinha o suficiente para colocar o público para dançar. A seguinte, "Laughable", trata de como as coisas estão mudando em uma velocidade assustadora. Na letra, composta ao lado de Peter Frampton, Starr adota a linha do seria cômico se não fosse trágico, uma clara indireta aos últimos acontecimentos políticos.

Veja também:
Resenha: METZ – Strange Peace
Resenha: Guilherme Arantes – Flores & Cores
Resenha: Mogwai – Every Country’s Sun
Resenha: The War On Drugs – A Deeper Understanding
Resenha: Far From Alaska – Unlikely
Resenha: Mallu Magalhães – Vem
Resenha: Arcade Fire – Everything Now


A balada "Show Me the Way" conta com Paul McCartney no vocal de apoio e no baixo, e é uma faixa bem bonita – tomara que seja bem aproveitada ao vivo –, já "Speed of Sound" e "Standing Still" não têm nada de excepcional ou de minimamente destacável. A surpreendente e animadinha "King of the Kingdom" é um reggae que também tem potencial de ir bem ao vivo, principalmente por citar Bob Marley diretamente na letra.

"Electricity" é mais uma da lista de canções recentes de Ringo em que ele une presente e passado para contar uma história, mas uma pena ela também não ser nada acima de qualquer nota. Para compensar, o country "So Wrong for So Long" é outra das mais bonitas baladas de Starr. E a animada "Shake It Up" ajuda a recolocar o disco para cima. Para encerrar, como não poderia deixar de ser, Starr encerra com uma mensagem de otimismo em "Give More Love" (Give more love/ It's what we know we need more of/ From the heart/ Let it start/ To spread to everyone/ Now it's up to you/ There's something you can do/ Give more love).

Ringo Starr entrega mais um trabalho digno em sua carreira. Não vai mudar o dólar ou o fato de o mundo estar cada vez mais maluco, mas ele consegue mesclar os temas mais sérios com baladas e faixas dançantes. No fim, ele entrega exatamente o que se espera dele.

Tracklist:

1 - "We're on the Road Again"
2 - "Laughable"
3 - "Show Me the Way"
4 - "Speed of Sound"
5 - "Standing Still"
6 - "King of the Kingdom"
7 - "Electricity"
8 - "So Wrong for So Long"
9 - "Shake It Up"
10 - "Give More Love"

Nota: 3/5



Saiba como ajudar o blog a continuar existindo

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!