No YouTube

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Dois discos: Stone Sour e Alice Cooper

Novatos e veteranos estão presentes neste novo post da seção


Stone Sour – Hydrograd

O sexto disco de estúdio da banda liderada por Corey Taylor não foge muito do estilo da banda nos últimos anos. Taylor segue um vocalista competente no que se propõe a fazer, enquanto o resto da banda está alinhada com o tipo de música que deseja fazer para agradar a si e ao público. Se a primeira metade é feita com músicas bem pesadas, a segunda já traz algumas baladas no meio e outras faixas também cheias de peso. O Stone Sour pode não ser a banda dos sonhos de muita gente, mas é impossível não admitir a competência de Taylor em conseguir fugir um pouco do padrão Slipknot de fazer as coisas.

Nota: 3,5/5

Veja também:
Dois discos: Giovani Cidreira e Jonathan Tadeu
Dois discos: John Mayer e Dan Auerbach
Dois discos: Chuck Berry e Jeff Tweedy
Dois discos: Camarones Orquestra Guitarrística e Felipe S
Dois discos: At The Drive-In e Kasabian
Dois discos: Laura Petit e Madame Rrose Sélavy
Dois discos: Paramore e Harry Styles



Alice Cooper – Paranormal

Sempre vou achar muito corajoso músicos, cantores e afins veteranos que ainda se dispõem a lançar um disco com canções inéditas. Imagino que ele ou ela gostem muito dessa coisa chamada música, pois muitos deles – a maioria – poderiam viver tranquilamente tocando os hits do passado sem o menor problema. No 26º disco de estúdio, Alice Cooper entrega um trabalho bem digno para quem acompanha sua carreira com bastante afinco. Se não é brilhante em termos de composições ou arranjos, pelo menos mostra que o alter ego de Vincent Damon Furnier ainda não perdeu o jeito de fazer um bom álbum.

Nota: 3/5

Saiba como ajudar o blog a continuar existindo

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!