No YouTube

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Resenha: Macaco Bong – Macaco Bong


É o quarto trabalho em estúdio do trio

Das bandas instrumentais surgidas no Brasil, o Macaco Bong é inegavelmente uma das melhores. Fundada em 2004, em Cuiabá, o trio original foi um dos destaques daquela geração de bandas e conseguiu angariar fãs ao passar dos anos. No início do mês, a formação com Bruno Kayapy (guitarra), Daniel Hortides (baixo) e Daniel Fumegaladrão (bateria) lançou o quarto trabalho de estúdio, que leva o nome do grupo.

A bonita "Lurdz" abre do trabalho de maneira suave, mostrando toda capacidade melódica da banda em criar uma espécie de aquecimento para o ouvinte ir se acostumando com o tipo de música que está vindo na sequência. A seguinte, "Bejim da Nega Flor", sobe um pouco mais o volume. Mas podemos ver mesmo a qualidade deles em "Chocobong". Com mais de oito minutos, o trio consegue se afirmar como uma das grandes bandas brasileiras da atualidade.

Veja também:
Resenha: David Crosby – Lighthouse
Resenha: A Tribe Called Quest - We Got It from Here... Thank You 4 Your Service
Resenha: Metallica - Hardwired... to Self-Destruct
Resenha: Liniker e os Caramelows – Remonta
Resenha: Sting – 57th & 9th
Resenha: Sleigh Bells - Jessica Rabbit
Resenha: American Football – American Football (LP2)

"Baião de Stoner" traz uma coisa que a Nação Zumbi popularizou: a inserção de ritmos nordestinos ao rock mais pesado – mais cheio de guitarras, no caso. Mais animada, "Saci Caraquente" quase transforma o disco em uma festa junina fora da época ao colocar bastante ritmo na melodia e não diminuir o volume em nenhum momento.

"Carne Loca" surge mais simples e até mais contemplativa do que as anteriores, colocando o ouvinte em na interessante de reflexão ao longo de pouco mais de três minutos. Se "Distraídos Venceremos" é mais agitada, "Macaco" coloca o lado mais melancólico do trio à mostra justamente no encerramento do álbum.

Macaco Bong entrega um ótimo disco mais uma vez. Coerente com a proposta e a discografia da banda, esse novo álbum alterna momentos mais agitados e felizes com uma melancolia reflexiva fundamental para olharmos para dentro de nós mesmos. Esse registro merece ser ouvido por muita gente. Vale a pena.

Tracklist:

1 - "Lurdz"
2 - "Bejim da Nega Flor"
3 - "Chocobong"
4 - "Baião de Stoner"
5 - "Saci Caraquente"
6 - "Carne Loca"
7 - "Distraídos Venceremos"
8 - "Macaco"

Nota: 4/5



Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...