No YouTube

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Resenha: Liniker e os Caramelows – Remonta


Cantor juntou músicos e convidados em primeiro disco cheio

O furacão Liniker apareceu com tudo na música brasileira, chamando a atenção de críticos e do público. Rapidamente, ele se tornou um fenômeno. Remonta é o primeiro disco cheio, que começa com a faixa título (de bom gosto nos arranjos), passa para "Caeu" (um soul de bom nível sobre uma relação) e chega em "Lina X" (soa um axé do século 21). Há flertes com o pop ("Zero"), bolero e diversos gêneros musicais. Sabe quando Marina Lima encontra com Tim Maia e eles decidem explorar novos ritmos? É mais ou menos isso. Mas tudo isso só mostra como Liniker, muito bem apoiado pelos Caramelows e pelas participações especiais, tem bastante talento para cantar qualquer coisa. Pode-se resumir a estreia de estúdio em uma frase: um bom intérprete dificilmente não fará um bom trabalho quando tem boas canções.

Veja também:
Resenha: Sting – 57th & 9th
Resenha: Sleigh Bells - Jessica Rabbit
Resenha: American Football – American Football (LP2)
Resenha: Youssou N'Dour - Africa Rekk
Resenha: Alicia Keys – Here
Resenha: BANKS – The Altar
Resenha: Odair José – Gatos e Ratos

Tracklist:

1 - "Intro"
2 - "Remonta"
3 - "Caeu"
4 - "Prendedor de Varal" (feat. Xênia França)
5 - "Tua" (feat. Tássia Reis)
6 - "Lina X"
7 - "Louise Du Brésil"
8 - "Sem Nome, Mas Com Endereço"
9 - "Você Fez Merda"
10 - "Funzy"
11 - "BoxOkê" (feat. Tássia Reis)
12 - "Zero"
13 - "Ralador de Pia" (feat. Tulipa Ruiz & Raquel Virgínia)

Nota: 4/5



Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...