No YouTube

terça-feira, 24 de maio de 2016

Resenha: Twin Peaks – Down in Heaven


Terceiro trabalho do grupo saiu na primeira quinzena deste mês

Imagino que a vida de quem trabalha como social media do Twin Peaks está bem agitada desde o anúncio do retorno da série de mesmo nome. Mas isso a parte, a banda, que não tem nada de sombria ou macabra, conseguiu conquistar um bom espaço após o lançamento de Wild Onion, de 2014.

Confesso que levei um susto quando ouvi "Walk To the One You Love" pela primeira vez, uma balada leve e bem animada, e boa para iniciar o álbum. O ritmo segue lento em "Wanted You", de guitarra mais alta e mais melódica, enquanto "My Boys" é aquela canção dançante muito boa e ajuda a animar a audição.

A coisa começa a ficar mais agitada seguinte, na boa "Butterfly", essa mais cheia de ritmo e de refrão bem grudento e assobiável, e "You Don’t" e "Cold Lips" são outras bem melódicas e repetem sem receio a fórmula da segunda faixa. "Heavenly Showers" é acústica, é interessante para prestar atenção nas nuances e em como a banda conseguiu construir uma canção simples, mas o suficiente para não fazer feio.

"Keep It Together" é bem sonolenta e acaba dando uma quebrada no bom ritmo do disco – irrita um pouco o número de clichês da letra e da melodia. Há uma melhora em "Getting Better", mas insuficiente para fazer frente ao apresentado antes, e acaba servindo de aquecimento para a boa "Holding Roses".

O terço final do trabalho abre com a inofensiva "Lolisa", pela tristonha (e boa) "Stain" e encerra com a regular "Have You Ever". O Twin Peaks é o caso de mais uma banda que tentou mudar a sonoridade no segundo disco e acabou fazendo algo abaixo do esperado. O álbum é ruim? Não, tem muita coisa boa, mas, sinceramente, esperava mais.

Tracklist:

1 - "Walk To the One You Love"
2 - "Wanted You"
3 - "My Boys"
4 - "Butterfly"
5 - "You Don’t"
6 - "Cold Lips"
7 - "Heavenly Showers"
8 - "Keep It Together"
9 - "Getting Better"
10 - "Holding Roses"
11 - "Lolisa"
12 - "Stain"
13 - "Have You Ever"

Nota: 3/5



Veja também:
Resenha: Eric Clapton – I Still Do
Resenha: Guided By Voices – Please Be Honest
Resenha: Primal Scream - Chaosmosis
Resenha: BaianaSystem – Duas Cidades
Resenha: Pet Shop Boys – Super
Resenha: Graham Nash – This Path Tonight
Resenha: Radiohead – A Moon Shaped Pool

Esse post foi um oferecimento de Felipe Portes, o primeiro patrão do blog. Contribua, participe do nosso Patreon.

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais! Isso ajuda pra caramba o blog a crescer e ter a chance de produzir mais coisas bacanas.

Siga o autor no Twitter