No YouTube

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Resenha: Prince – Hit N Run Phase One


Para pensar por um instante: Prince nunca parou de produzir. De 1978 até 2015, são 34 discos de estúdio. O maior tempo que ficou inativo foi entre 2010 e ano passado, quando colocou na praça Plectrumelectrum e Art Official Age, lançados no mesmo dia. Até por isso, o lançamento de Hit N Run Phase One causou espanto, mas, ao se tratar de Prince, nada surpreende.

Logo na canção de abertura, a convidada Judith Hill domina as ações da dançante "Million $ Show", um R&B bem empolgante para começar o disco. E sem uma pausa para respirar, aparece "Shut This Down", essa mais pesada e bem mais eletrônica. Esse início, de pouco mais de seis minutos, mostra um Prince bem afiado e interessante de se ouvir.

Mas isso para em "Ain't About 2 Stop", mistura histórias, é confusa, Rita Ora atrapalha bastante, é exagerada, sem graça... Enfim, tudo que não se espera do Prince está presente aqui. Outra fraquíssima e sem graça alguma é "Like a Mack", uma tentativa de misturar soul, R&B e rap que ficou muito ruim e sem sentido algum. A balada "This Could B Us" melhora bastante o nível, principalmente por mostrar a capacidade do cantor em fazer uma boa letra.

Bem pop radiofônico, "Fallinlove2nite" tem potencial para fazer sucesso, apesar de não chegar nem perto do melhor que Prince pode oferecer em termos de músicas desse tipo. Quando começou "X's Face", a torcida era para que acabasse logo os longos dois minutos e meio, e "Hardrocklover" é sobre o orgasmo de uma mulher, ainda que não seja falado de forma direta – a canção é apenas mediana.

Grudada na anterior, "Mr. Nelson", também só média, é a curta história de um homem que acorda depois de 45 anos em coma. Boa mesmo é "1000 X's & 0's", gravada pela primeira vez no início dos anos 1990, mas só ganhou vida agora e virou um R&B de alto nível e excelência. A ótima "June" encerra o disco, mas não apaga a má impressão.

Prince pode lançar quantos discos ele quiser por ano, porém pagará o preço porque é muito difícil manter o nível sempre. Os dois anteriores são bons e só, esse aqui é ruim que só. Ainda bem que as músicas boas se salvam. É um disco para esquecer.

Tracklist:

1 - "Million $ Show" (featuring Judith Hill)
2 - "Shut This Down"
3 - "Ain't About 2 Stop" (featuring Rita Ora)
4 - "Like a Mack" (featuring Curly Fryz)
5 - "This Could B Us"
6 - "Fallinlove2nite"
7 - "X's Face"
8 - "Hardrocklover"
9 - "Mr. Nelson" (featuring Lianne La Havas)
10 - "1000 X's & 0's"
11 - "June"

Nota: 2/5



Veja também:
Resenha: Eagles of Death Metal – Zipper Down
Resenha: Jimi Tenor & UMO – Mysterium Magnum
Resenha: New Order – Music Complete
Resenha: Daby Touré – Amonafi
Resenha: Kurt Vile – B’lieve I’m Goin Down...
Resenha: Yo La Tengo – Stuff Like That There
Resenha: a-ha – Cast In Steel

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais! Isso ajuda pra caramba o blog a crescer e ter a chance de produzir mais coisas bacanas.