No YouTube

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Resenha: Frank Catalano e Jimmy Chamberlin – God’s Gonna Cut You Down



Frank Catalano nasceu em Chicago, em 1979, e começou a tocar saxofone aos sete anos. Aos dezesseis, sofreu um acidente de trabalho que cortou o dedo médio da mão direita, passou por uma cirurgia que reconstruiu o membro e teve que reaprender a tocar. Dois anos depois, Catalano saiu em turnê com ninguém menos do que Carlos Santana e, no ano seguinte, lançou o primeiro disco solo, Cut it Out

Em julho do ano passado, o músico se juntou a Jimmy Chamberlin – ele mesmo, o baterista da formação original do Smashing Pumpkins – e mais alguns músicos e lançou o EP Love Supreme Collective, que foi bem recebido pela crítica especializada. Tanto Catalano como Chamberlin parecem ter gostado do que fizeram juntos, visto que acabam de lançar God’s Gonna Cut You Down, o primeiro disco da parceria. Para a nova empreitada, os dois convidaram os guitarristas Scott Hesse e Eddie Roberts – este, integrante do The New Mastersounds – o organista Demos Petropoulos e o percussionista Mike Dillon 

A funkeada “Shakin’” abre o disco em grande estilo, com destaque para o solo de Chamberlin na segunda metade da faixa. “Karma” vem na sequência, totalmente calcada no jazz e quem brilha é o trio Catalano/Petropoulos/Hesse, enquanto o baterista cuida da ‘cozinha’ – mostrando que a iniciação dele como músico de jazz durante os primeiros passos no instrumento não foi descartada. O clima jazzístico continua em “Expressions”, uma jam que começa suave e depois ganha uma pegada bebop, com espaço para todos os músicos brilharem. Ainda que cada um tenha a chance de protagonizar, Catalano e Chamberlin mostram porque são os ‘donos do pedaço’ em performances de tirar o fôlego.

O funk volta a dar as caras, de maneira mais sutil e com doses de jazz, em “Tuna Town”. O solo de Petropoulos seria o ponto alto dessa faixa, não fosse Chamberlin em mais um solo repleto de técnica apurada e muito feeling. A faixa-título é uma releitura de uma tradicional canção gospel gravada por muitos nomes, entre eles Johnny Cash (a versão preferida do saxofonista, de acordo com as palavras do próprio). A versão de Catalano e Chamberlin ganhou ares jazzísticos, mas não assumiu grandes riscos e ‘jogou com o regulamento debaixo do braço’. “Big Al's Theme and Soul Dream” tem ‘recheio’ jazz/soul/funk e encerra o disco em alta. E, sim, os solos de saxofone e de bateria são os destaques desta faixa, só para variar um pouco. 

É um disco relativamente curto – seis faixas e pouco mais de 41 minutos – mas o que se ouve é Catalano tocando em alto nível e Chamberlin surpreendendo àqueles que deixaram de acompanhá-lo após a saída do Smashing Pumpkins, mostrando-se em excelente forma e extremamente à vontade tocando músicas totalmente diferentes daquelas que o levaram ao estrelato. Não se pode deixar de lado, evidentemente, os demais músicos que participaram desta empreitada e fizeram com que o resultado final de God’s Gonna Cut You Down fosse mais do que satisfatório. 

Tracklist:

1 – “Shakin'”
2 – “Karma”
3 – “Expressions”
4 – “Tuna Town”
5 – “God's Gonna Cut You Down”
6 – “Big Al's Theme and Soul Dream”

Nota: 4,5/5


Veja também:
Resenha: Wado – 1977
Resenha: Kíla – Suas Síos
Resenha: Ringo Starr – Postcards From Paradise
Resenha: Moonspell - Extinct
Resenha: Sufjan Stevens – Carrie and Lowell
Resenha: Robben Ford – Into The Sun
Resenha: Selah Sue – Reason
Siga o blog no Twitter, Facebook, Instagram, no G+, no no Tumblr e no YouTube

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!