No YouTube

segunda-feira, 23 de março de 2015

Resenha: Tobias Jesso Jr. – Goon


Tobias Jesso Jr. começou a carreira como baixista de uma banda chamada The Sessions, depois passou a ser músico freelancer. Após uma pausa na carreira para cuidar da mãe com câncer, ele retornou em 2013. E com ajuda de Patrick Carney, do Black Keys, e John Collins, do New Pornographers, ele conseguiu trabalhar em sua estreia na carreira solo, Goon.

De cara, em “Can’t Stop Thinking About You”, Jesso Jr. dá o tom do disco inteiro em uma balada romântica inteiramente no piano e cheia de melancolia. Preparem-se, porque todo álbum será, basicamente, baseado nisso. Soando uma continuação da anterior, “How Could You Babe?” tem um tom mais pesado, e voz delicada do vocalista ajuda a colocar o ouvinte em clima de reflexão.

Um disco completamente romântico precisa ter baladas com mais de quatro minutos? Não necessariamente, mas “Without You” deve fazer muito sucesso com aquela pessoa que acabou de terminar um relacionamento longo e está perdida na vida, e “Can We Still Be Friends?” também soa como uma continuação da anterior, como um movimento de esperança para não se afastar de alguém que se depositou tanto amor.

A curta e toda no violão “The Wait” antecede “Hollywood”, canção que calha exatamente com o atual momento vivido por parte dessa nova geração: de querer ser celebridade, famoso, mas não saber direito o que fazer da vida. Com mais cara pop, principalmente pelo refrão e pelo tom mais animado, “For You” soa como trilha de filme hipster – o que não é ruim.

Se usar guitarras pode caracterizar uma banda pesada, então “Crocodile Tears” é hardrock perto das outras. Aqui, mais uma vez, o piano é base de toda canção, enquanto “Bad Words” não soa natural por conta do efeito ruim na voz de Jesso Jr. e acaba sendo a pior de todo disco.

“Just A Dream” bateu aqui de maneira espetacular. É uma ótima balada que pega o ouvinte principalmente pelo teor da bonita letra – e depois da pior, vem a melhor canção. “Leaving LA” é sobre como foi para o cantor deixar Los Angeles para retornar ao Canadá e, por fim, “Tell The Truth” usa todos os elementos trazidos no álbum para uma última boa faixa.

Talvez Tobias Jesso Jr. não tenha feito um disco genial, mas ele tem bastante potencial quando explora uma boa melodia, pendendo para algo mais trabalhado e detalhado, em boas letras confessionais. No conjunto da obra, até que ele foi bem.

Tracklist:

1 - “Can’t Stop Thinking About You”
2 - “How Could You Babe?”
3 - “Without You”
4 - “Can We Still Be Friends?”
5 - “The Wait”
6 - “Hollywood”
7 - “For You”
8 - “Crocodile Tears”
9 - “Bad Words”
10 - “Just A Dream”
11 - “Leaving LA”
12 - “Tell The Truth”

Nota: 3/5


Veja também:
Resenha: Marina and the Diamonds – Froot
Resenha: Modest Mouse – Strangers To Ourselves
Resenha: The Reverend Peyton’s Big Damn Band – So Delicious
Resenha: Kendrick Lamar - To Pimp a Butterfly
Resenha: Black Star Riders - The Killer Instinct
Resenha: Dead Fish – Vitória
Resenha: Madonna – Rebel Heart

Siga o blog no Twitter, Facebook, Instagram, no G+, no no Tumblr e no YouTube

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!