Mais no blog:

terça-feira, 8 de junho de 2021

Resenha: Billy Gibbons - Hardware


Tudo que Billy Gibbons não precisava era ter uma carreira solo. Afinal, ele, uma das duas barbas do ZZ Top, já tem um legado grande o suficiente para descansar o tempo necessário para voltar com a banda quando quisesse. Mas ele não quis. E só não quis como ainda lançou recentemente "Hardware", terceiro álbum da curta e sólida carreira fora do grupo, produzido por Matt Sorum e Mike Fiorentino.

Uma coisa que é bom deixar bem claro: a carreira dele é apenas pela diversão em tocar essas músicas. E quais músicas? Bem, se você já viu aqueles filmes americanos passados no Texas em que é possível sentir de longe os cheiros de pólvora e uísque misturados, tudo isso com o vento no rosto levando areia para lugares inomináveis pelo horário. Dois exemplos disso são faixa de abertura, "My Lucky Card", um blues rock bem competente, e a divertida "She’s On Fire".

Veja também:
Duas resenhas: Olivia Rodrigo e Lou Barlow
Duas resenhas: Blackberry Smoke e Chrissie Hynde
Duas resenhas: Damien Jurado e Manchester Orchestra
Resenha: Robert Finley - Sharecropper's Son
Resenha: Paul Weller - Fat Pop
Resenha: trilha sonora de A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas

Estou no Twitter e no Instagram. Ouça o podcast, compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

O disco tem tudo que qualquer fã de blues rock quer: de canções fáceis de decorar até ótimos solos. Gibbons consegue fazer de "Hardware" uma mistura de celebração ao que gosta com algo atrativo. Ou você pensa que, após ouvir o álbum, não quer deixar a barba crescer, colocar umas botas, um chapéu e sair por aí? -- se sua resposta foi sim, vai fundo. E, claro, há espaço para baladas profundas e emotivas, caso da tocante "Vagabond Man".

Os destaques vão para "Spanish Fly", uma balada sobre um homem solitário que "uma vida o melhor que posso como um vagabundo", o surf rock de "West Coast Junkie" e a engraçadíssima "Hey Baby, Que Paso", de letra curta e uma longa parte instrumental, e a tocante "Desert High".

Gibbons consegue entregar um álbum muito divertido de ouvir do início até o final. "Hardware" é para aproveitar a qualquer hora e momento do dia.

Tracklist:

1 - "My Lucky Card"
2 - "She’s On Fire"
3 - "More-More-More"
4 - "Shuffle, Step & Slide"
5 - "Vagabond Man"
6 - "Spanish Fly"
7 - "West Coast Junkie"
8 - "Stackin’ Bones" (feat. Larkin Poe)
9 - "I Was A Highway"
10 - "S-G-L-M-B-B-R"
11 - "Hey Baby, Que Paso"
12 - "Desert High"

Avaliação: bom

Continue no blog: