Mais no blog:

quinta-feira, 26 de novembro de 2020

Duas resenhas: The Cribs e Dirty Projectors


The Cribs - "Night Network"

A depender do tempo em que qualquer um é fã de música, é possível observar certas coisas em determinadas bandas que remetem muito ao lugar de onde elas vêm. Por exemplo, em "Night Network", o Cribs prova que o indie inglês não é bem um gênero, mas quase um estilo de vida. Dentre todas as coisas que ouvi nesse ano, o oitavo trabalho de estúdio do grupo é a que mais consegue mostrar de onde veio e reforçar a ideia de que o indie inglês nunca morre, apenas vira música.

Avaliação: bom

Veja também:
Duas resenhas: Babeheaven e Cabaret Voltaire
Resenha: trilha sonora de O Gambito da Rainha
Resenha: King Gizzard and the Lizard Wizard - K.G.
Duas resenhas: Chris Stapleton e Yves Jarvis
Resenha: AC/DC - Power Up
Resenha: Public Enemy - What You Gonna Do When the Grid Goes Down?

Dirty Projectors - "5EPs"

De Brooklyn, Nova York, o Dirty Projectors apostou em um projeto ousado para 2020: lançar cinco EPs ao longo do ano e, recentemente, disponibilizados em uma coisa só no álbum "5EPs". O disco começa em um tom bem pop, uma mistura de Fleetwood Mac com Carpenters, mas depois passa para um tom experimental cheio de efeitos e brincadeiras nos arranjos que a coisa muda da água para o vinho e acaba ajudando a não manter certa regularidade no repertório ao longo de quase uma hora.

Avaliação: regular

Estou no Twitter e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Continue no blog:

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!