Mais do blog:

quarta-feira, 12 de junho de 2019

Resenha: Tyler, The Creator - IGOR


Não é novidade que o rap e o hip-hop têm papel fundamental na criação musical dos jovens nos dias de hoje. Talvez por conta disso, cada vez mais os artistas envolvidos com o gênero estão ampliando os horizontes musicais ao acrescentar referências, instrumentos e ir além de meras batidas para criar sua música. Um desses exemplos é Tyler, The Creator, um dos rappers mais criativos de sua geração. IGOR é o quinto disco de estúdio dele, disponibilizado em 17 de maio deste ano.

A faixa de abertura é uma espécie de apresentação ao álbum, uma preparação ao que está por vir em quase 40 minutos de duração. A seguinte é uma balada romântica em que o rapper contou com a colaboração de Charlie Wilson para falar sobre mancadas dadas no relacionamento, mas admite precisar da pessoa em sua vida. Funciona pela leveza da faixa que, mesmo cheia de efeitos, vai tocar muita gente.

Veja também:
Resenha: Dead Fish - Ponto Cego
Resenha: Mavis Staples - We Get By
Resenha: Flying Lotus - Flamagra
Resenha: Rodrigo y Gabriela - Mettavolution
Resenha: Mac Demarco - Here Comes the Cowboy
Resenha: Bad Religion - Age of Unreason


Mais pesada -- vamos dizer, mais rap de raiz --, "I Think" também aborda o amor, porém de um jeito diferente na abordagem ao falar sobre ir até o limite para saber o quanto aguenta. Se "Running Out of Time" podemos ouvir a verdade de Tyler sobre a vida, "New Magic Wand" mostra o lado mais obsessivo de querer estar em uma relação a qualquer custo e topando qualquer medida extrema para chegar ao objetivo.

Melhor faixa do álbum, "A Boy Is a Gun" traz o soul como apoio de uma letra em que o amor é comparado a uma arma. Aqui, o sampler de “Bound”, das Ponderosa Twins, faz toda diferença para criar o clima necessário para o ouvinte entrar em uma viagem dentro do mundo particular de Tyler. "Puppet" aponta como ser controlador tem seus lados positivos e negativos em uma balada muito suave e muito bonita.

A parte final do disco encaminha o ouvinte para a agressiva "What's Good" (essa cheia de sintetizadores bem pesados), a bonita "Gone, Gone / Thank You" (com samplers de Cullen Omori e Tatsuro Yamashita), a experimental "I Don't Love You Anymore" (essa sobre tentar se enganar sobre não amar outra pessoa) e "Are We Still Friends?" (sobre o fim do relacionamento em outra balada cheia de samplers).

IGOR é viciante do início ao fim. Com o rapper abrindo o coração sobre relacionamentos, usando muitos sampler como base e contando com várias colaborações -- de Kanye West a Pharrell Williams --, ele conseguiu sintetizar o que é o hip-hop nos tempos atuais: uma mistura de referências e estilos para transformar o que cada um deseja contar em algo único.

Tracklist:

1 - "Igor's Theme"
2 - "Earfquake"
3 - "I Think"
4 - "Exactly What You Run from You End Up Chasing"
5 - "Running Out of Time"
6 - "New Magic Wand"
7 - "A Boy Is a Gun"
8 - "Puppet"
9 - "What's Good"
10 - "Gone, Gone / Thank You"
11 - "I Don't Love You Anymore"
12 - "Are We Still Friends?"

Avaliação: ótimo




Siga o blog no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Saiba como ajudar o blog a continuar existindo

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!

Continue no blog: