Mais do blog:

quarta-feira, 29 de maio de 2019

Resenha: Flying Lotus - Flamagra


O hip-hop virou um gênero muito importante nos últimos 30 anos, levando ao estrelato pessoas que, provavelmente, não teriam as mesmas chances se tivessem que empunhar uma guitarra. Um dos ótimos nomes surgidos no início dos anos 2000 foi o Flying Lotus. Misturando o estilo com muitos outros, o rapper e DJ apela para um lado mais experimental na hora de construir suas canções.

"Flamagra" é o sexto disco de estúdio, o primeiro em cinco anos, e abre com essa temática, em que mistura um tom gospel, efeitos, dance music e rap. Sim, para uma salada na teoria, mas ele consegue mostrar que a prática de alguém que sabe o que faz é algo acima da média. Tudo está perfeitamente encaixado sem sobrar nada. As curtas faixas são um trunfo, pois todas se conectam entre si criando uma ótima atmosfera.

Veja também:
Resenha: Rodrigo y Gabriela - Mettavolution
Resenha: Mac Demarco - Here Comes the Cowboy
Resenha: Bad Religion - Age of Unreason
Resenha: L7 - Scatter the Rats
Resenha: King Gizzard & the Lizard Wizard - Fishing for Fishies
Resenha: The Cranberries - In the End


Outro bom ponto do trabalho é o lado instrumental. Algumas faixas são apenas pontes para outras, dando ao ouvinte certo momento de respiro entre as faixas -- muitas vezes pesadas. Um dos destaques do álbum é a participação de Anderson .Paak em "More", em que a colaboração enriquece muito o contexto da melancólica letra (no aguardo de um disco de colaboração entre os dois). Aliás, as participações são um trunfo e tanto no disco. Todas conseguem acrescentar alguma coisa fora do óbvio, dando a faixa algo muito próprio de cada um.

E se em "Takashi" é possível ouvir uma clara influência de Prince na fase "Purple Rain", "Pilgrim Side Eye" é puro experimentalismo. Isso para ficar em dois exemplos de como Flying Lotus consegue ir de uma ponta a outra da música sem perder sentido ou ficar estranho. Ao contrário, tudo faz sentido dentro de pouco mais de 60 minutos de disco -- e ainda tem uma participação do David Lynch.

"Flamagra" é um trabalho muito bom e que mostra como o rapper cresceu muito na última década, porque juntar esse time de colaboradores em um disco é confiar e ser confiável. O resultado é algo que mostra todo talento do Flying Lotus em fazer música de qualquer gênero.

Tracklist:

1 - "Heroes"
2 - "Post Requisite"
3 - "Heroes in a Half Shell"
4 - "More" (featuring Anderson .Paak)
5 - "Capillaries"
6 - "Burning Down the House" (featuring George Clinton)
7 - "Spontaneous" (featuring Little Dragon)
8 - "Takashi"
9 - "Pilgrim Side Eye"
10 - "All Spies"
11 - "Yellow Belly" (featuring Tierra Whack)
12 - "Black Balloons Reprise" (featuring Denzel Curry)
13 - "Fire Is Coming" (featuring David Lynch)
14 - "Inside Your Home"
15 - "Actually Virtual" (featuring Shabazz Palaces)
16 - "Andromeda"
17 - "Remind U"
18 - "Say Something"
19 - "Debbie Is Depressed"
20 - "Find Your Own Way Home"
21 - "The Climb" (featuring Thundercat)
22 - "Pygmy"
23 - "9 Carrots" (featuring Toro y Moi)
24 - "FF4"
25 - "Land of Honey" (featuring Solange)
26 - "Thank U Malcolm"
27 - "Hot Oct."

Avaliação: muito bom




Siga o blog no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Saiba como ajudar o blog a continuar existindo

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!

Continue no blog: