Mais do blog:

quinta-feira, 16 de maio de 2019

Resenha: Mac Demarco - Here Comes the Cowboy


Mac Demarco é um fenômeno recente da música mundial. Ele ganhou fama com "Salad Days" (2014) e, desde então, vem acumulando fãs e sucessos. Os últimos discos, "Another One" (2015) e "This Old Dog" (2017), o colocaram em um novo patamar pela inventividade de suas músicas e pelos vastos elogios dos especialistas. "Here Comes the Cowboy" é o sexto álbum cheio e foi disponibilizado no último dia 10 deste mês.

A faixa-título já mostra logo de cara uma mudança de pensamento para o novo álbum. Saem as novas ideias, entra o lado acústico do músico, que só fica falando o nome da faixa por três minutos, que optou por uma abordagem mais country no arranjo. "Nobody" surge como uma espécie de carta de reclamação sobre os famosos não poderem errar, já que serão massacrados por aí. O arranjo é estranho, mas é leve e pode casar bem nos shows.

Veja também:
Resenha: Bad Religion - Age of Unreason
Resenha: L7 - Scatter the Rats
Resenha: King Gizzard & the Lizard Wizard - Fishing for Fishies
Resenha: The Cranberries - In the End
Resenha: Bárbara Eugênia - Tuda
Resenha: Chemical Brothers - No Geography


Mais agitada, "Finally Alone" aparece para fazer o pessoal dançar em uma balada feita para os jovens -- e isso estou fora, pois velho demais para música jovem de hoje. Se "Little Dogs March" diminui o ritmo ao falar de como é crescer e finalmente virar um adulto, "Preoccupied" mantém o mesmo tom suave e quase praiano. E depois delas vem a bonitinha e agitada "Choo Choo", de tom quase infantil.

"K" foi feita para homenagear a namorada do músico e dá para perceber um tom meio Neil Young nela -- se ele fosse meio Neil Young, seria alvo de minha total atenção. A sequência apresenta "Heart to Heart", faixa em homenagem ao relacionamento que Mac Demarco manteve com o rapper Mac Miller até a morte dele, há pouco menos de um ano. É profunda, melancólica e bonita.

A parte final reserva espaço para três baladas melancólicas ("Hey Cowgirl", "Skyless Moon" e "Baby Bye Bye"), para reflexão embalada por algo mais experimental ("On the Square") e sobre como é bom valorizar o futuro para transformá-lo em um bom passado ("All of Our Yesterdays").

Esse novo álbum de Mac Demarco é uma surpresa e tanto, já que esperava qualquer coisa, menos isso. O resultado é um trabalho bom e que foge completamente do feito anteriormente. Mais leve, é linear e pontuado por alguns momentos fora da caixa, mas não mais do que isso. É um rumo interessante, principalmente pelo que foi apresentado anteriormente. Resta saber se ele se manterá assim ou virá algo diferente no próximo.


Tracklist:

1 - "Here Comes the Cowboy"
2 - "Nobody"
3 - "Finally Alone"
4 - "Little Dogs March"
5 - "Preoccupied"
6 - "Choo Choo"
7 - "K"
8 - "Heart to Heart"
9 - "Hey Cowgirl"
10 - "On the Square"
11 - "All of Our Yesterdays"
12 - "Skyless Moon"
13 - "Baby Bye Bye"

Avaliação: bom



Siga o blog no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Saiba como ajudar o blog a continuar existindo

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!

Continue no blog: