No YouTube

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Resenha: Local Natives – Sunlit Youth


Terceiro trabalho em estúdio saiu há dez dias

Dessas bandas relativamente novas, o Local Natives só foi fazer sucesso em seu segundo álbum – Hummingbird (2013). Mas eles só voltaram agora, três anos depois, com Sunlit Youth. De boas canções, é possível apontar para "Past Lives", "Dark Days" e "Coins" . Em algumas faixas, a aposta está em tentar manter o ouvinte em uma mescla de versos suaves e refrãos mais carregados e prontos para grudar na sua cabeça. Em outras, a batida repetitiva cheia de elementos eletrônicos cansa bastante depois dos primeiros 40 segundos. São 45 minutos em que é difícil não perder a atenção, porque só algumas coisas são realmente boas, enquanto há tentativas lastimáveis – "Everything All at Once" soa um Radiohead dos tempos recentes, porém sem recursos. Um trabalho apenas regular ao final da audição.

Veja também:
Resenha: Wilco – Schmilco
Resenha: Teenage Fanclub – Here
Resenha: Nick Cave and The Bad Seeds – Skeleton Tree
Resenha: Lakuta – Brothers and Sisters
Resenha: Sophie Ellis-Bextor – Familia
Resenha: Angel Olsen – My Woman
Resenha: Carne Doce – Princesa

Tracklist:

1 - "Villainy"
2 - "Past Lives"
3 - "Dark Days" (featuring Nina Persson)
4 - "Fountain of Youth"
5 - "Masters"
6 - "Jellyfish" (featuring Moses Sumney)
7 - "Coins"
8 - "Mother Emanuel"
9 - "Ellie Alice"
10 - "Psycho Lovers"
11 - "Everything All at Once"
12 - "Sea of Years"

Nota: 2,5/5



Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...