No YouTube

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Resenha: James Taylor – Before This World


James Taylor optou por ficar perto da família nos últimos 13 anos. No período, lançou dois trabalhos: um de inéditas, outro apenas com covers. No início deste ano, a imprensa especializada recebeu com surpresa o anúncio de uma turnê no início de maio nos Estados Unidos. Surpresa ainda maior quando ele anunciou Before This World, 17º trabalho em estúdio, o primeiro disco só de canções novas desde 2002.

Conhecido, em sua maioria, por canções folk, Taylor começa o disco com a calma e bonita "Today Today Today". A faixa conta com um violão bem suave, apenas para dar ritmo, e uma gaita que aparece quando necessário, assim como um leve vocal de apoio. O bom gosto do arranjo de "You and I Again" mostra um cantor e compositor em forma para fazer um tipo de música que está quase em extinção: a para consumo de adultos. Além da bela melodia, a letra também é bem bonita e inspiradora.

O andamento country de "Angels of Fenway" colabora muito para deixá-la suave e agradável de ouvir, e "Stretch of The Highway" é um soft rock, uma mistura bem elegante de jazz e folk, muito interessante. Para quem escuta muito rádio e gosta de estações que tocam um repertório mais antigo, "Montana" agradará bastante por ter exatamente um clima bem anos 1970 que dormiu no formol e acordou agora. Outra que entra nesse bolo é "Watchin' Over Me", a mais pop de todo álbum.

Não é difícil imaginar qualquer rádio AOR (Album-oriented rock, estilo que une country, smooth jazz e urban contemporary) tocando "SnowTime", outra boa canção desse trabalho. Com participação de Sting, "Before This World / Jolly Springtime" é aquela em que o autor tem a chance de criar um momento instrumental usando um arranjo de cordas. E consegue. A música também traz muito do momento do ex-vocalista do Police, hoje fazendo óperas e coisas fora da música popular.

As duas últimas ("Far Afghanistan" e "Wild Mountain Thyme") mantém o disco no lugar e deixam uma certeza: James Taylor fez bastante falta. Os arranjos de ótimo gosto, as letras bonitas e a voz condizendo com sua idade fazem dele um ótimo representante da música para adultos em 2015, um sopro em um mercado cada vez mais cheio de canções descartáveis.

Tracklist:

1 - "Today Today Today"
2 - "You and I Again"
3 - "Angels of Fenway"
4 - "Stretch of The Highway"
5 - "Montana"
6 - "Watchin' Over Me"
7 - "SnowTime"
8 - "Before This World / Jolly Springtime" (featuring Sting)
9 - "Far Afghanistan"
10 - "Wild Mountain Thyme" (Francis McPeake)

Nota: 3,5/5

Veja também:
Resenha: BIKE – 1943
Resenha: Public Image Ltd. – What the World Needs Now
Resenha: Foals – What Went Down
Resenha: Eric Marienthal & Chuck Loeb – Bridges
Resenha: Ghost – Meliora
Resenha: Miley Cyrus – Miley Cyrus and Her Dead Petz
Resenha: Motörhead – Bad Magic

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais! Isso ajuda pra caramba o blog a crescer e ter a chance de produzir mais coisas bacanas.