No YouTube

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Resenha: Iron and Wine - Archive Series Volume No. 1


Samuel Beam adotou o pseudônimo Iron and Wine quando lançou seu primeiro trabalho pela Sub Pop. Desde então, colocou cinco álbuns no mercado e ficou mais conhecido, chamando atenção dos principais veículos de comunicação musical do mundo.

No início deste ano, ele anunciou Archive Series Volume No. 1, uma coleção de canções compostas para The Creek Drank the Cradle, de 2002, mas que nunca havia sido disponibilizadas antes.

“Slow Black River” começa acústica, lenta e, aqui, dá para ter uma boa noção de como será todo álbum. Apesar desse tipo de canção estar sendo feita por muita gente atualmente, uma boa melodia e letra ainda conseguem chamar atenção – exatamente o caso aqui. Depois vem “The Wind Is Low” com seu ar folk graças ao banjo usado.

Sem o uso de outros instrumentos, a dobradinha “Eden” e “Two Hungry Blackbirds” parece se complementar, e até que não ficou ruim. E enquanto “Freckled Girl” é uma balada, “Judgement” parece querer flertar com o pop com seu refrão e batida grudentos e banjo aparecendo novamente.

Com outra dinâmica, “Sing Song Bird” me agradou muito por ser curta, mais rápida e direta, bem diferente dos quase seis minutos da anterior. Então, o ritmo lento retorna em “Beyond The Fence”, a mais longa de todo disco, momento em que Iron and Wine aproveitou para trabalhar a boa parte instrumental. Com cara de single, “Quarters In A Pocket” tem tudo que uma boa canção precisa fazer sucesso. É a melhor do álbum.

Outra muito boa é “Loretta”, que até pode fazer o ouvinte a refletir e relembrar aquele amor dos tempos de escola, correspondido ou não. O violão dá conta e muito bem da letra. Primeira canção do álbum a ser liberada para audição, “Everyone’s Summer Of ’95” é apenas ok e segue o padrão das anteriores.

Já “Minor Piano Key” é insuportavelmente chata e demorada, e quebra o bom ritmo. Se fosse um minuto e meio mais curta seria ideal e melhor, como “Your Sly Smile”, que funciona muito bem. Por fim, o trio de encerramento, “Halfway To Richmond”, “Wade Across The Water” e “Postcard”, tem apenas uma que chama atenção – a última – justamente por fugir do comum e partir para uma linha mais gospel.

Por ser um disco inteiro acústico, melodia e letra precisam ser muito boas para segurar o ouvinte em mais de uma hora. Mesmo com tropeços em alguns momentos, Archive Series Volume No. 1 tem algumas coisas boas e ainda bem que fora aproveitadas. Mas não é um álbum espetacular, é apenas regular.

Tracklist:

1 - “Slow Black River”
2 - “The Wind Is Low”
3 - “Eden”
4 - “Two Hungry Blackbirds”
5 - “Freckled Girl”
6 - “Judgement”
7 - “Sing Song Bird”
8 - “Beyond The Fence”
9 - “Quarters In A Pocket”
10 - “Loretta”
11 - “Everyone’s Summer Of ’95″
12 - “Minor Piano Key”
13 - “Your Sly Smile”
14 - “Halfway To Richmond”
15 - “Wade Across The Water”
16 - “Postcard”

Nota: 2,5/5

Veja também:
Resenha: José González – Vestiges and Claws
Resenha: Slipknot - .5: The Gray Chapter
Resenha: Carl Barât and The Jackals – Let It Reign
Resenha: Randy Brecker with the DePaul University Jazz Ensemble – Dearborn Station
Resenha: Napalm Death - Apex Predator - Easy Meat
Resenha: Pond - Man It Feels Like Space Again
Resenha: Peace – Happy People

Siga o blog no Twitter, Facebook, Instagram, no G+, no no Tumblr e no YouTube

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!