No YouTube

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Resenha: Elenowen – For The Taking


O Elenowen é formado pelo duo Josh e Nicole Johnson, que ficaram muito populares por sua participação na primeira temporada do reality show musical The Voice USA. Com influências do pop, folk e rock, eles estão lançando For The Taking, segundo trabalho de estúdio – além deles, há um EP, de 2011, considerado o primeiro trabalho de fato da dupla.

O início pop de "Desert Days" contrasta com o estilo vocal da dupla, mais para o country folk do que para qualquer outra coisa que esteja nas paradas de sucesso. No mesmo estilo, mas algo mais para Mumford and Sons, "Half A Mile" é esse tipo de country moderno que anda invadindo paradas musicais e ameaçando o tradicional estilo musical.

"Place From Where I Fell" é aquela balada calma e recheada de clichês em que o duo reveza no vocal, sendo a típica faixa feita para emocionar o público durante os shows. Bem passável. Com Nicole Johnson no vocal, "Turnstile" é tão melosa e cheia de obviedades que também daria para passar sem ela.

As vozes duplicadas criam um clima meio épico em "One By One" que, no caso, até que funcionam bem. Apesar de mais uma cheia de clichês, a dupla conseguiu acertar mais do que nas outras. Já "Saddest Songs" é realmente triste, mas de ruim, no caso. Tantos clichês amontoados que não sei nem como começar. E tudo piora em "Creatures Of Habit", uma tentativa de emular um pop country da pior qualidade.

Mais agitada, o pop rock de "Losing The Lonely" pode atingir um público alvo que nunca acabará: meninas de 11, 12, 13 anos. Voltando às baladas, a sonolenta "Cold Hard Truth" dá apenas vontade de dormir. E só. O mesmo acontece com "For The Taking", o encerramento do álbum.

A irregularidade é uma das marcas desse álbum. Com mais baixos do que altos, For The Taking tem muitos clichês, muita coisa milimetricamente programada para estar ali e é muito sem sal. Falta muita coisa para esse disco ser minimamente audível.

Trackklist:

1 - "Desert Days"
2 - "Half A Mile"
3 - "Place From Where I Fell"
4 - "Turnstile"
5 - "One By One"
6 - "Saddest Songs"
7 - "Creatures Of Habit"
8 - "Losing The Lonely"
9 - "Cold Hard Truth"
10 - "For The Taking"

Nota: 1,5/5



Veja também:
Resenha: The Sidekicks – Runners In The Nerved World
Resenha: Bob Dylan - Shadows in the Night
Resenha: Natalie Prass - Natalie Prass
Resenha: Gov’t Mule featuring John Scofield – Sco-Mule
Resenha: Flying Lotus - You're Dead!
Resenha: Viet Cong – Viet Cong

Siga o blog no Twitter, Facebook, Instagram, no G+, no no Tumblr e no YouTube

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!