No YouTube

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Seriado: Foo Fighters – Sonic Highways (S01E07)


O penúltimo episódio de Sonic Highways acabou sendo o mais emocionante dos sete. Com Dave Grohl retornando à Seattle e indo à Sub Pop, foi impossível não reviver a notícia da morte de Kurt Cobain, há mais de 20 anos.

Não podemos esquecer as influências da cidade, nem o Heart, nem o que veio na era pré-grunge. Eles foram importantes - e ainda são – para mostrar que Seattle não nasceu em 1980. E tudo isso é mostrado nos primeiros 20 minutos. Mas foi o início dessa nova década que colocou a cidade no mapa musical ao virar “a cidade mais legal do mundo”, segundo a chamada de uma das inúmeras matérias feitas durante o fenômeno grunge dos anos 1990.

Mas nada disso aconteceria sem a Sub Pop. Fundada por Bruce Pavitt no início dos anos 1980, a gravadora fez história ao lançar, por exemplo, o primeiro EP do Soundgarden e a estreia do Green River – dele sairia os membros de Pearl Jam e Mudhoney, outros dois grupos fundamentais na cena local. Até por isso, a gravadora virou um mito por lançar coisas bacanas e fora do circuito comum.

Obviamente, Pearl Jam, Nirvana, Alice in Chains, Soundgarden, Mudhoney e outras bandas menos conhecidas formaram o que ganhou o nome de “som de Seattle”. Mas muito mais do que vários adolescentes querendo fazer música, todos eram amigos. Isso acabou sendo muito mais fundamental do que o sucesso que veio logo depois. Quem também não ficou de fora da história foi o produtor Jack Endino, uma das lendas da música e importante na construção do tipo de música que caracterizou o grunge, e o Robert Lang Studios, casa de muitos discos que hoje são clássicos.

A parte mais emocionante se dá nos minutos finais, quando chegou a hora de tocar na morte de Cobain e a comoção em isso se tornou na cena local. Era a segunda morte de alguém querido em pouco tempo – Andy Wood, vocalista do Mother Love Bone, havia morrido quatro anos antes. Difícil segurar as lágrimas quando diretores da Sub Pop, amigos e gente envolvida há anos com Kurt falam dele. Grohl conta de como foi difícil seguir em frente, mas conseguiu com a ajuda do produtor Barrett Jones.

De longe, é o episódio mais emocionante de todos. Como os dois primeiros, há um envolvimento emocional muito grande de Dave Grohl no local de gravação de “Subterranean”. E ele consegue passar isso muito bem a quem está vendo.



Veja também:
Seriado: Foo Fighters – Sonic Highways (S01E06)
Seriado: Foo Fighters - Sonic Highways (S01E05)
Seriado: Foo Fighters – Sonic Highways (S01E04)
Seriado: Foo Fighters – Sonic Highways (S01E03)
Seriado: Foo Fighters – Sonic Highways (S01E02)
Seriado: Foo Fighters - Sonic Highways (S01E01)




Siga o blog no Twitter, Facebook, Instagram, no G+, no no Tumblr e no YouTube

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!