No YouTube

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Resenha: 2:54 – The Other I


O duo 2:54 foi um dos primeiros que apresentei no Conheça, série do blog que acabou neste ano, mas promete retornar em 2015. O som das irmãs Colette e Hannah Thurlow é muito bom e impressiona por não passar aquela coisa chata do dream pop à Lana Del Rey, nem aquele rock alternativo falso, com instrumentos colocados pontualmente para preencher espaços.

A delicadeza sonora é um dos trunfos da dupla, como em "Orion", abertura do disco. Particularmente, gosto muito da maneira como a melodia é tratada aqui. Além disso, ela tem cara de single e potencial para fazer sucesso. "Blindfold" é outra que pode ganhar as pistas das baladas do mundo pelo bom ritmo imposto e pela boa combinação letra e música.

Fechando a trinca de hits, "In The Mirror" consegue criar um clima épico cheio de nuances instrumentais, com destaque para o vocal firme. Caso "No Better Prize" fosse um pouco mais curta, talvez um minuto, seria outra com potencial gigantesco. Mas é longa, repetitiva e acaba ficando chata já na última parte em que não é mais possível aguentar a mesma coisa.

"Sleepwalker" e "Tender Shoots" segue, basicamente, a mesma fórmula, já "The Monaco" é mais animada e é a primeira que empolga por ser dançante, mas depois ela fica lenta e mais tranquila. Depois de sete músicas, "Crest", a oitava, é feita para dançar e segue assim até o final. Nada de mudanças ou diminuição de ritmo. Se a letra de "Pyro" não é muito boa, a melodia compensa tudo. A sessão rítmica da última parte é excelente. Finalizando, "South", "Glory Days" e "Raptor" carregam nas melodias interessantes a base para boas faixas.

O 2:54 é muito competente, principalmente nas melodias. O disco deve agradar quem está farto dessa fase dream pop da música e deseja partir para coisas novas, mais profundas e interessantes. É um bom álbum para quem quer procurar algo novo na música dos tempos atuais, mas não sabe muito bem quem ouvir.

Tracklist:

1 - "Orion"
2 - "Blindfold"
3 - "In The Mirror"
4 - "No Better Prize"
5 - "Sleepwalker"
6 - "Tender Shoots"
7 - "The Monaco"
8 - "Crest"
9 - "Pyro"
10 - "South"
11 - "Glory Days"
12 - "Raptor"

Nota: 3/5



Veja também:
Resenha: Simple Minds – Big Music
Resenha: The New Basement Tapes – Lost on the River
Resenha: Taylor Swift – 1989
Resenha: Parkay Quarts - Content Nausea
Resenha: Sunn O))) and Ulver - Terrestrials
Resenha: Marianne Faithfull – Give My Love To London




Siga o blog no Twitter, Facebook, Instagram, no G+, no no Tumblr e no YouTube

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!