No YouTube

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Resenha: Antemasque – Antemasque


Com Omar Rodríguez-López e Cedric Bixler-Zavala, ex-Mars Volta e At The Drive-In, e Flea, do Red Hot Chili Peppers, o Antemasque já nasceu grande e com a responsabilidade de ser o principal projeto dos dois primeiros. E, por isso, o desejo, certamente, é impressionar logo de cara.

Bem ao estilo do At The Drive-In, "4AM" abre os trabalhos com Cedric Bixler Zavala mostrando que é uma das boas vozes dos últimos tempos. A pegada pop animada ajuda a memorizar a boa letra de fácil acesso. "I Got No Remorse" é mais pesada, mas segue com uma pegada pop rock até certo ponto adolescente – não deixa de ser divertida.

Para usar um termo em voga: a sombria "Ride Like The Devil's Son" é mais pesada e usa mais a guitarra em diversos momentos, com o riff entre os refrãos, apesar de usar uma fórmula pragmática na letra. A excelente "In The Lurch" é outra que tem um apelo pop com o uso dos instrumentos na medida certa para invadir rádios FM pelo mundo.

A balada "50,000 Kilowatts" tem ares de punk pela duração, mas não é veloz, tampouco fatal. É até bobinha, mas parece ter sido feita na medida certa para, mais uma vez, pegar adolescentes. Já "Momento Mori" é a mais fraca até aqui por pecar na letra muito boba e sem fundamento, apesar da melodia ser bem empolgante. Primeira canção em que o baixo de Flea aparece efetivamente, "Drown All Your Witches" é tranquila e toda conduzida no violão, e tem mais a cara do que esperava deles: vocal com efeitos e profundidade.

Outra canção que esperava em mais quantidades na estreia do Antemasque é "Providence". Com um estilo pesado, gritado e cheio de efeitos, não seria surpresa fazer parte dos trabalhos do Mars Volta. O peso retorna na política "People Forget", outra excelente canção que mescla bem estilos e instrumentos, enquanto "Rome Armed To The Teeth" trata de encerrar o disco colocando o ouvinte para pular junto.

A surpreendente estreia do Antemasque é mais pelo teor das músicas do que pela qualidade do trabalho. Pelos músicos envolvidos, não esperava que fosse um disco ruim. Agora, as faixas animadas e cruas surpreendem pelo fato de eles terem optado por um caminho não visto em seus projetos anteriores e/ou correntes. Por isso, a estreia da banda foi muito acima do esperado.

Tracklist:

1 - "4AM"
2 - "I Got No Remorse"
3 - "Ride Like The Devil's Son"
4 - "In The Lurch"
5 - "50,000 Kilowatts"
6 - "Momento Mori"
7 - "Drown All Your Witches"
8 - "Providence"
9 - "People Forget"
10 - "Rome Armed To The Teeth"

Nota: 4/5



Veja também:
4 em 1: Twin Peaks, Hot Action Cop, David Grissom e Have a Nice Life
Resenha: Sérgio Mendes – Magic
Resenha: The Raveonettes – Pe’ahi
Resenha: Johnny Cash – Out Among The Stars
4 em 1: Jason Mraz, Ted Nugent, Broilers e Afterhours
Resenha: Capital Inicial - Viva a Revolução EP




Siga o blog no Twitter, Facebook, Instagram e no G+