Mais no blog:

sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

Melhores do ano - 2020


Oi, tudo bem?

Em um ano como foi 2020, é impossível não falar como a pandemia afetou muito o comportamento das pessoas. Algumas pessoas foram fazer pão, outras foram fazer bolo... Aqui, até cheguei a fazer um curso, mas logo vi que a cabeça não estava boa para fazer qualquer coisa. Então me "escondi". Como? Fiquei vendo filmes e ouvindo discos. Muitos deles, aliás. Foram 123 filmes assistidos e 182 discos ouvidos. Foram minhas distrações, minha salvação nos momentos em que a cabeça entrou em completo parafuso.

O pior de tudo na pandemia, e no trabalho por consequência, foi me sentir um completo fracassado em vários momentos de 2020. Ver que a idade pesa, que as alternativas estão diminuindo, ver o passatempo ser transformado em motivo de discussão até abandoná-lo e ficar com a sensação de ficar cada vez mais atrás em relação ao mundo em vários aspectos. Todo e qualquer plano para 2020 foi completamente alijado por conta da pandemia e, ao que parece, 2021 não vai ser muito diferente com um governo que faz questão de não fazer absolutamente nada pela população.

Veja também:
Melhores do ano - 2019
Melhores do ano - 2018
Melhores do ano - 2017
Melhores do ano - 2016
Melhores do ano - 2015
Melhores do ano - 2014
Melhores do ano - 2013

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!

Estou no Twitter e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Sinceramente? A motivação diminuiu muito nos últimos meses. Continuar ou não? É desanimador depender de Google, Facebook e Twitter, e, em uma década, eu fracassei em construir um público. Enfim, parece que estou ainda mais perdido do que antes. Tem hora que é difícil acreditar em milagre.

O jeito é seguir. De um jeito ou de outro, ainda estou aqui e gosto do que faço, principalmente ao olhar a lista de 50 discos que fiz. Diferentemente dos outros anos, não dividi entre nacionais e internacionais. Acabou saindo um listão bem legal. Também vi muitos documentários e acabei destacando os cinco melhores -- sempre lembrando: documentário tem que ser inédito no Brasil, não necessariamente lançado em 2020. Só lamento que o ano ruim me fez abandonar os livros. Vou voltar a ler, prometo (eu acho).

Nesse dia 15 de janeiro, me resta desejar um ano menos ruim para todos nós. Que tenhamos força para seguir, ainda que as correntes da vida insistam em nos segurar.

Confira os melhores do ano:

Discos
Documentários

(texto finalizado ao som de "Perfect Day", de Lou Reed, presente em "Transformer")

Continue no blog: