Mais do blog:

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Resenha: Big Thief - Two Hands


O Big Thief é dessas bandas indies que surgem no cenário nova-iorquino ano sim, ano com certeza. Formado por Adrianne Lenker, Buck Meek, Max Oleartchik e James Krivchenia, o grupo lançou o primeiro álbum em 2016, mas foi quando mudou para a gravadora 4AD que a coisa mudou de figura há poucos meses. "Two Hands" é o segundo álbum do grupo lançado neste ano -- "U.F.O.F." foi disponibilizado em maio.

Para entender esse material novo do grupo, é fundamental prestar bastante atenção nas letras e nos arranjos. Não que em outros casos não seja, mas aqui é uma união muito precisa com palavras se unindo de maneira muito sagaz com os arranjos. O ritmo mais lento de tudo colabora para criar uma atmosfera propícia para isso.

Veja também:
Resenha: Nick Cave and The Bad Seeds - Ghosteen
Resenha: Angel Olsen - All Mirrors
Resenha: Liam Gallagher - Why Me? Why Not.
Resenha: Brittany Howard - Jaime
Resenha: Tinariwen - Amadjar
Resenha: Teago Oliveira - Boa Sorte


Ao abrir o disco com "Rock and Sing", a banda mostra logo de cara como o restante do trabalho vai funcionar. Depois vem a melancólica "Forgotten Eyes", essa aposta em estrofes que podem fazer uma ou dez pessoas derrubarem uma ou um rio de lágrimas, assim como em "The Toy" -- facilmente uma das melhores músicas desse ano. A maneira como essa letra é executada é de chorar de tão linda.

Se a faixa-título encanta pela simplicidade no uso dos instrumentos, "Those Girls" soa como uma carta beirando o desespero, que também se aplica na ótima "Shoulders". E a força da banda aparece em "Not", quando a canção soa como um grito para o mundo. A parte final abre com a delicada "Wolf" e encerra com as poéticas "Replaced" e "Cut My Hair".

Esse álbum do Big Thief é uma baita surpresa positiva nessa reta final de ano. Com melodias delicadas e letras tocantes, a banda conseguiu entregar um trabalho absurdamente bom. O grande encanto aqui está em absorver ao máximo a mensagem das canções, feitas para emocionar mesmo.

Tracklist:

1 - "Rock and Sing"
2 - "Forgotten Eyes"
3 - "The Toy"
4 - "Two Hands"
5 - "Those Girls"
6 - "Shoulders"
7 - "Not"
8 - "Wolf"
9 - "Replaced"
10 - "Cut My Hair"

Avaliação: ótimo



Continue no blog:



Siga o blog no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!