Mais do blog:

quarta-feira, 17 de julho de 2019

Resenha: Calexico and Iron & Wine - Years to Burn


O Calexico é formado pela dupla Joey Burns e John Convertino, enquanto o Iron & Wine tem apenas Sam Beam como membro -- o que torna tudo muito fascinante, pois o nome de grupo é para uma dupla e o nome de dupla é apenas para uma pessoa só. Com bons trabalhos disponibilizados recentemente ao público, eles resolveram juntar forças pela segunda vez na carreira -- a primeira foi no EP "In the Reins" (2005) --, agora em um disco cheio. "Years to Burn" foi lançado em meados de junho pela Sub Pop.

Não é surpresa para quem ouve os músicos que eles têm uma qualidade musical muito alta, mas o início com "What Heaven's Left" é surpreendente. É uma faixa em que todos os vocais se complementam muito bem dentro da proposta acústica. É leve, insinuante e dá vontade de ouvir seguidas vezes, uma ótima notícia para a primeira canção de um álbum. Logo depois vem a melhor das oito. Chamada "Midnight Sun", tem um tom de Crosby, Stills & Nash por envolver o ouvinte a cantá-la mesmo sem saber a letra -- você será mais uma voz nessa música lá pela quarta audição.

Veja também:
Resenha: Thom Yorke - ANIMA
Resenha: Two Door Cinema Club - False Alarm
Resenha: Black Keys - Let's Rock
Resenha: The Raconteurs - Help Us Stranger
Resenha: Psychedelic Porn Crumpets - And Now for the Whatchamacallit
Resenha: Willie Nelson - Ride Me Back Home


Esse estilo segue em "Father Mountain", porém com menos o trio clássico e mais do trio formado por Calexico and Iron & Wine, já "Outside El Paso" é inteira instrumental e funciona como ponte para a bonita "Follow the Water" e seu refrão bem acessível. Mas é em "The Bitter Suite (Pájaro / Evil Eye / Tennessee Train)" que podemos ver como o trio é habilidoso musicalmente em uma faixa de arranjos complexos e cantada parte em espanhol, parte em inglês (e também é bem Crosby, Stills & Nash).

A suavidade retorna na melancólica "Years to Burn", essa daquelas que, caso você não esteja em um bom dia, é capaz de chorar no transporte público e dar vexame. Por fim, "In Your Own Time" encerra com uma pegada mais country.

Surpreendentemente ótimo, esse disco da parceria entre o Calexico e Iron & Wine funciona muito bem por unir as melhores parte de cada um em um todo. Esse álbum é um dos melhores do ano que pouca gente ouviu ou vai ouvir.


Tracklist:

1 - "What Heaven's Left"
2 - "Midnight Sun"
3 - "Father Mountain"
4 - "Outside El Paso"
5 - "Follow the Water"
6 - "The Bitter Suite (Pájaro / Evil Eye / Tennessee Train)"
7 - "Years to Burn"
8 - "In Your Own Time"

Avaliação: ótimo



Siga o blog no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Saiba como ajudar o blog a continuar existindo

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!

Continue no blog: