quinta-feira, 10 de maio de 2018

Dois discos: Kassin e Titãs

Produtor e experiente banda lançaram discos recentemente


Kassin – Relax

Kassin é um dos produtores mais solicitados dessa geração que surgiu na década passada. Agora chegou a vez dele lançar um disco. Chamado Relax, o álbum tem um clima leve e animado e toca em temas atuais em pouco mais de 40 minutos. Ele conta com convidados (Hyldon, Orelha Negra e Clarice Falcão) e os usa muito bem para trabalhar bem as harmonias das 12 faixas. Os destaques do disco "O Anestesista", "A Paisagem Morta", "Relax" (a melhor do álbum), "Digerido" e "Momento de Clareza". A ordem das músicas me incomodou um pouco, mas não atrapalha a audição, no fim das contas.

Avaliação: muito bom

Veja também:
Dois discos: Go-Kart Mozart e Birth of Joy
Dois discos: Albert Hammond Jr. e Unknown Mortal Orchestra
Dois discos: Femi Kuti e Bea Miller
Dois discos: Stone Temple Pilots e Judas Priest
Dois discos: Alva Noto & Ryuichi Sakamoto e Poliça & s t a r g a z e
Dois discos: Mind e Dirtmusic



Titãs – Doze Flores Amarelas

Uma ópera-rock é sempre um trabalho complicado de ser feito. Ao precisar de um tema, você precisa trabalhar em cima dele até ter um número satisfatório de canções que, interligadas, contem uma boa história. Fora os arranjos, pré e pós-produção – em resumo, é muito difícil fazer uma. Quando dá certo (né, The Who), o disco é lembrado por muitos anos. Não é caso de Doze Flores Amarelas, novo álbum dos Titãs. A temática é boa, mas falta consistência no material dividido em dois atos  "Nada Nos Basta" e "O Facilitador" são os destaques, ambas do primeiro ato. Ao dar um passo ousado, o Titãs não conseguiu entregar um bom trabalho e pecou muito por apresentar uma material irregular.

Avaliação: ruim


Me siga no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Saiba como ajudar o blog a continuar existindo

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!