No YouTube

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Dois discos: Boogarins e Praia Futuro

Bandas lançaram seus novos trabalhos no primeiro semestre


Boogarins – Lá Vem a Morte

O Boogarins é uma banda que surgiu bem nos últimos anos, sendo uma das mais consolidadas no cenário. Em Lá Vem a Morte, terceiro disco de estúdio, a banda usa de artifícios parecidos com os presentes nos anteriores. Mas, infelizmente, o álbum não chega perto dos outros. "Lá Vem a Morte, Pt 1", "Foimal" e "Onda Negra" até instauram um clima legal, porém o registro vai ficando muito arrastado e tedioso na segunda metade. É difícil terminar de ouvir, mesmo não tendo uma grande duração – e esse acaba sendo o grande problema. É o primeiro deslize do Boogarins em estúdio, e espero que eles corrijam isso nos próximos.

Nota: 2,5/5

Veja também:
Dois discos: Maglore e Lucas Santtana
Dois discos: Waxahatchee e Haim
Dois discos: Otto e Paralamas do Sucesso
Dois discos: Oh Sees e Trailer Trash Tracys
Dois discos: Stone Sour e Alice Cooper
Dois discos: Giovani Cidreira e Jonathan Tadeu
Dois discos: John Mayer e Dan Auerbach



Praia Futuro – Praia Futuro

Ilhan Ersahin, Dengue, Fernando Catatau e Yuri Kalil se juntaram para criar o Praia Futuro, banda instrumental que lançou o primeiro disco no semestre deste ano. Dentro das influências de cada um, e todas são visíveis no disco, o trabalho mostra um grupo muito coeso em apresentar um trabalho que flui muito bem do início ao fim. A guitarra de Catatau, como não poderia deixar de ser, é o grande destaque, mas os outros também são importantes dentro do espectro dessa contribuição entre amigos. No fim das contas, é um álbum muito bom e cheio de referências musicais para todos os gostos (do eletrônico ao jazz). "Black Cat, "Praia do Futuro" e "Ceará Dub" são os destaques.

Nota: 4/5

Saiba como ajudar o blog a continuar existindo

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!