No YouTube

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Dois discos: Marcelo Yuka e Biquini Cavadão

Veteranos da música brasileira lançaram novos discos no início do ano


Marcelo Yuka – Canções para Depois do Ódio

Um disco com mais de uma hora raramente consegue ter bom do início ao fim. É o caso de Canções para Depois do Ódio, que soa mais pretensioso do que bom. Ao querer discutir todos os problemas do Brasil no registro, algumas escolhas soam confusas e pouco atrativas para ouvintes sem paciência. "Por Pouco", "Dali", "Confusão" e "Cortejo Milenar" são as que mais se destacam entre as 16 escolhidas para fazer parte do álbum – uma escolha bem exagerada mesmo no formato digital – que, de maneira geral, tentou mostrar muita coisa em muitas músicas e não conseguiu fazer direito.

Nota: 2,5/5

Veja também:
Dois discos: Jamiroquai e Goldfrapp
Dois discos: Hurray For The Riff Raff e Brian Jonestown Massacre
Dois discos: Chicano Batman e Grandaddy
Dois discos: Robert Randolph and The Family Band e Clap Your Hands Say Yeah
Dois discos: Soul Scratch e Maya Rae
Dois discos: SOHN e Japandroids
Dois discos: Brian Eno e Run the Jewels



Biquini Cavadão – As Voltas que o Mundo Dá

Não há como negar: poucas bandas fazem baladas românticas do nível do Biquini Cavadão. Sem o mesmo tratamento de muitos de seus contemporâneos ao longo dos anos, a banda conseguiu uma base legal de fãs e segue fazendo shows pelo Brasil. Novo álbum do grupo, As Voltas que o Mundo Dá mostra que a idade chegou, mas a capacidade de fazer canções acessíveis não mudou. Basicamente construído com baladas leves e simples, o álbum terá um bom apelo para quem gosta desse tipo de faixa. E ainda mostra como um grupo veterano pode sobreviver de maneira digna sem manchar sua própria história.

Nota: 3/5

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!