No YouTube

quinta-feira, 31 de março de 2016

Resenha: Autoramas – O Futuro dos Autoramas


Grupo lançou novo disco há quase duas semanas

Das bandas alternativas no Brasil, a de maior sucesso é o Autoramas. Ainda um trio, o grupo conseguiu se solidificar em um mercado nada propicio para o crescimento deles – especialmente no estilo de música feito. Agora um quarteto, formado por Gabriel Thomaz (guitarra e voz), Melvin (baixo), Fred Castro (bateria) e Érika Martins (guitarra, percussão, teclados e voz), eles lançam O Futuro dos Autoramas, um título muito certeiro para o atual momento.

O Autoramas é uma banda que nasceu para contagiar o ouvinte, e isso é cumprido logo em "Quando a Polícia Chegar". A abertura do trabalho tem letra fácil e dançante, além da identificação de fácil assimilação por parte de nove entre dez pessoas. Já na segunda faixa, "Problema Seu", é possível ver como a nova formação deu liga porque dá para perceber a participação de todos os instrumentos – o verso ‘me responsabilizo pelo que eu falo/o que você entende é problema seu é perfeito para os tempos atuais’.

"Verão" pode até ter um título que faça pensar em uma canção alegre, mas é sobre a vida de maneira geral. A melodia pesada carrega um pouco a temática, ajudada pela letra. E a agitada "O Que Que Você Quer" pergunta o que o ouvinte quer ao fazer várias perguntas uma seguida das outras – outra ótima sacada. A boa voz de Érika Martins aparece em "Demais", de pegada oitentista e cheia de referências.

Como é tradição, o Autoramas colocou canções em inglês, a começar pela boa e simples balada "What You Mean to Me". A romântica "Rolo Compressor" é outra de fácil identificação com qualquer pessoa que preste atenção na letra, já "Be My Baby" tem um ar misterioso, mas com refrão bem animado. A terceira e última em inglês, "Jet to the Jungle" é legal para dançar e só.

O vocal de Érika Martins combinou muito bem com a proposta da leve e bonita "A Sua Vinda Até Aqui". Se instrumental "Telecatch" tem uma clara influência da surf music, subgênero que ganhou o mundo com os Beach Boys nos anos 1960, o cover de "Garotos II (O Outro Lado)" ficou muito bom. Respeitando a letra e o peso da canção, o Autoramas conseguiu fazer um trabalho acima da média aqui.

Tinha sérias dúvidas sobre a nova formação da banda, mas tenho uma coisa a dizer: o futuro do Autoramas será brilhante com este novo disco. Um ótimo disco, diga-se.

Tracklist:

1 - "Quando a Polícia Chegar"
2 - "Problema Seu"
3 - "Verão"
4 - "O Que Que Você Quer"
5 - "Demais"
6 - "What You Mean to Me"
7 - "Rolo Compressor"
8 - "Be My Baby"
9 - "Jet to the Jungle"
10 - "A Sua Vinda Até Aqui"
11 - "Telecatch"
12 - "Garotos II (O Outro Lado)" (Leoni cover)

Nota: 4/5



Veja também:
Resenha: Bob Mould – Patch the Sky
Resenha: Rokia Traoré – Né So
Resenha: Céu – Tropix
Resenha: Glitterbust – Glitterbust
Resenha: Mavis Staples – Livin' On A High Note
Resenha: Nada Surf – You Know Who You Are
Resenha: Iggy Pop – Post Pop Depression


Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais! Isso ajuda pra caramba o blog a crescer e ter a chance de produzir mais coisas bacanas.