No YouTube

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Resenha: Hinds – Leave Me Alone


Por incrível que possa parecer, o quarteto Hinds vem de Madri, na Espanha – não de Londres, Escócia, País de Gales ou Nova York. Ao saber disso, o espanto é ainda maior ao saber que elas são a nova sensação da música indie no momento. Até o fim de 2015, havia pouca coisa delas por aí. De repente, estavam nas capas dos principais semanários e sites especializados sobre música dos lugares mais importantes.

Formada em 2011, as Hinds colocaram no mercado Leave Me Alone no início do mês. E a responsabilidade é imensa por ser o primeiro disco cheio de inéditas da banda formada por Carlotta Cosials (vocais e guitarra), Ana Perrote (vocais e guitarra), Ade Martin (baixo) e Amber Grimbergen (bateria). "Garden", primeira faixa do disco, começa leve e é bem interessante. Não deixa de ser um bom início, ainda mais para uma banda espanhola cantando em inglês.

"Fat Calmed Kiddos" é aquela que não tem nada impressionante, nem chama atenção por ser bem comum. Como em quase todos os casos recentes das novas bandas indies, as Hinds conseguiram fazer um single grudento: "Warts" é um baita acerto e deve render alguma coisa a elas, e "Easy" entra na lista de músicas curtas e competentes. Mas só isso, nada mais.

Outra boa é a agitada e recheada de guitarras "Castigadas En El Granero", que conta com um ótimo refrão – daqueles fáceis para decorar. “Solar Gap" é instrumental e bem agradável, e "Bamboo" e "Chili Town" entram na lista de canções comuns que estão no álbum.

A dançante "San Diego" surge como uma salvação depois das duas anteriores – tudo funciona muito bem aqui. Mas a balada "And I Will Send Your Flowers Back" é bem razoável, para não falar outra coisa. "I'll Be Your Man" (semiacústica) e "Walking Home" (agitada e alegrinha, outro acerto) fecham o disco mediano das Hinds, que tem boas músicas, mas não impressiona muito pelo fato de ser uma banda bem comum como algumas das muitas que não ganham destaque.

Tracklist:

1 - "Garden"
2 - "Fat Calmed Kiddos"
3 - "Warts"
4 - "Easy"
5 - "Castigadas En El Granero"
6 - "Solar Gap"
7 - "Chili Town"
8 - "Bamboo"
9 - "San Diego"
10 - "And I Will Send Your Flowers Back"
11 - "I'll Be Your Man"
12 - "Walking Home"

Nota: 2,5/5



Veja também:
Resenha: David Bowie – Blackstar
Resenha: Sunn O))) – Kannon (2015)
Resenha: Baroness – Purple (2015)
Resenha: Christian Scott – Stretch Music (Introducing Elena Pinderhughes)
Resenha: Leon Bridges – Coming Home
Resenha: Sara Bareilles – What's Inside: Songs from Waitress
Resenha: Coldplay – A Head Full of Dreams

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais! Isso ajuda pra caramba o blog a crescer e ter a chance de produzir mais coisas bacanas.


Meu sonho é que o Music on the Run, que começou como hobby, vire uma coisa mais legal e bacana no futuro, com muito conteúdo em texto, podcast e mais coisas, porque eu acredito que dá para fazer mais e melhor com o apoio de quem lê o blog.
Apoie:
Você não quer se comprometer em uma assinatura? Não tem problema, pode doar qualquer valor em reais via PagSeguro: