No YouTube

quarta-feira, 11 de março de 2015

Resenha: Mastery – Valis



Valis é um brilhante ensaio incansável que explora alguns dos limites do avant-garde black metal. Os 41 minutos deste álbum abrangem um número absurdo de seções rítmicas ("mais de 100 riffs por música", indicado na promoção, não é nenhum exagero), em que é necessária uma audição completa, devido sua urgência implacável. Nunca há um momento no álbum que não tenha pressa, é como uma psicose maníaca e insistência. A maneira que a urgência sonora é utilizada em todo o registro cria o efeito de uma serra elétrica, implacável no seu resultado e firme na entrega.

Nenhuma das canções tem qualquer padrão de andamento normal para os ouvintes se sentirem confortáveis com seus riffs que vão e vem sem qualquer aviso, mudando o ritmo incrivelmente rápido para pesado e lento em segundos. O clima é tão frenético que faz parecer que bandas como o Suffocation toquem funeral doom, se formos botar em comparação.

Por trás disto está o multi-instrumentista californiano Ephemeral Domignostika, que se desdobra ao cantar e tocar todos os instrumentos aqui. A primeira faixa, "V.A.L.I.S.V.E.S.S.E.L.", é uma longa construção de caos e violência picotada em 18 minutos, em que o resultado parece ser a colagem de uma dúzia de músicas sobrepostas, uma verdadeira tormenta. Imagine uma embarcação perdida em alto mar e lutando contra uma tempestade que ataca de todas as formas, essa é a paisagem sonora apreciada aqui. Já "A.S.H.V.E.S.S.E.L." e "I.L.K.S.E.E.K.E.R." são curtos interlúdios que somadas têm três minutos, mas que conseguem manter um clima perturbador.

Não é loucura alguma afirmar que há uma boa dose de free jazz nas composições, devido à imprevisibilidade gigantesca. É como se batêssemos de frente com uma versão cacofônica de Ornette Coleman, surgida de algum lugar frio e imundo. Além das músicas terminarem abruptamente, a produção é intrigante de tão tenebrosa - e chamá-la de "densa" é mero eufemismo. É tão desagradável que chega a ser contemplativo.

Tracklist:

1 – “V.A.L.I.S.V.E.S.S.E.L.”
2 – “A.S.H.V.E.S.S.E.L.”
3 – “L.O.R.E.S.E.E.K.E.R.”
4 – “I.L.K.S.E.E.K.E.R.”
5 – “S.T.A.R.S.E.E.K.E.R.”

Nota 4/5