Mais no blog:

terça-feira, 24 de junho de 2014

Resenha: The Afghan Whigs - Do To The Beast


Quase duas décadas depois do ultimo disco, o Afghan Whigs fez como muitas dessas bandas que retornam após um longo período: soltou single, divulgou data de lançamento do novo trabalho e as canções. E se existia uma banda que algumas pessoas acima dos 30 anos estavam ansiosas para um retorno, essa era o Afghan Whigs.

As guitarras dão o tom na abertura, e "Parked Outside" ganha muito no vocal durante o decorrer dos quase cinco minutos. Força e uma canção forte são ótimas maneiras de começar um disco que muitos ansiavam. Com elementos da música eletrônica, "Matamoros" é um bom pop radiofônico e a curta duração ajuda ao deixar tudo na medida, não soando pretensioso.

O início delicado de "It Kills" mostra que a banda não perdeu a ternura nos anos em que ficou sem trabalhar junta. Após o momento do piano, ela alterna momentos suaves e mais pesados, diferente de "Algiers", que mais parece trilha sonora dos filmes de Quentin Tarantino – não que seja ruim, mas deixem isso para Ennio Morricone e banda obscuras italianas.

Se "Lost in the Woods" fosse cantada nos anos 1940 ou 1950, seria um belo standard por tudo que ela tem: uma boa letra, melodia no ponto certo e algum ar de segredo com terror, enquanto "The Lottery" mostra que os anos 1980 não acabaram para o Afghan Whigs – prestem atenção, a faixa lembrará alguma coisa que vocês ouviram antes.

A piegas "Can Rova" pode fazer corações mais moles chorarem durante a audição por equilibrar bem a delicadeza da letra com a simplicidade da melodia. Voltando às guitarras, "Royal Cream" é como aquele filme previsível: você sabe o que acontecerá sem precisar ir até o final. O mesmo acontece em "I Am Fire". Por fim, a ótima "These Sticks", que mistura um pouco de cada coisa e ainda tem um toque épico, encerra o os trabalhos.

A volta do Afghan Whigs era muito esperada, principalmente depois do bom primeiro single lançado. Se não empolga por um lado, mostra que a banda segue em forma para fazer um disco que agrade a quem é fã e quem ainda não teve a chance de ouvir um trabalho inédito deles.

Tracklist:

1 - "Parked Outside"
2 - "Matamoros"
3 - "It Kills"
4 - "Algiers"
5 - "Lost in the Woods"
6 - "The Lottery"
7 - "Can Rova"
8 - "Royal Cream"
9 - "I Am Fire"
10 - "These Sticks"

Nota: 3/5



Veja também:
4 em 1: Rick Ross, We Are Scientists, John Frusciante e Santana
Resenha: Bob Mould – Beauty and Ruin
Resenha: Lana Del Rey – Ultraviolence
Resenha: Kasabian – 48:13
4 em 1: The War On Drugs, Cloud Nothings, Russian Red e Black Lips
Resenha: Parquet Courts – Sunbathing Animal