segunda-feira, 16 de julho de 2018

Dois discos: Anelis Assumpção e Lestics

Cantora não agrada; banda consegue unir novos elementos em bonito trabalho


Anelis Assumpção – "Taurina"

Anelis Assumpção é uma das boas cantoras dessa nova safra da música brasileira surgiu no início da década. “Taurina” é seu terceiro disco de estúdio e traz um monte de influências diluídas em 13 faixas no total de pouco mais de 45 minutos. Ela não se difere muito de suas contemporâneas na questão do estilo e conteúdo de suas canções, mas há alguns bons destaques: "Chá de Jasmim", "Gosto Serena" e "Receita Rápida" são as melhores faixas de um trabalho pouco marcante e, muitas vezes, enfadonho.

Avaliação: regular

Veja também:
Dois discos: Death Grips e Melvins
Dois discos: Buddy Guy e Roger Daltrey
Dois discos: Kanye West e Cut Worms
Dois discos: Julian Lage e Robert Earl Thomas
Dois discos: Kate Nash e Eleanor Friedberger
Dois discos: Kassin e Titãs



Lestics – "Breu"

Banda de São Paulo, Lestics é caracterizado por um som mais alternativo do que seus contemporâneos. “Breu” é sucessor de “Torto”, lançado em 2016, e explora novas sonoridades e arranjos, como na bonita faixa-título. Depois, eles exploram um lado um pouco mais pop sem perder a principal característica do som (“Mais do que Isso”), por exemplo. De curta duração, o trabalho está na medida certa para agradar velhos e novos fãs. O Lestics tem um futuro muito bom pela frente. E “Breu”, diferente do significado da palavra, tem boas condições de ajudá-los nesse caminho.


Me siga no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Saiba como ajudar o blog a continuar existindo

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!