No YouTube

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Dicas do Music on the Run para passar o carnaval em casa #2


Muita coisa boa para fazer sem sair de casa

Ah, a folia momesca. Tempo de beber muito, se perder do grupo de amigos e voltar apenas de óculos para casa na quarta-feira de cinzas. Mas há vida para quem apenas deseja ficar em casa. Então, o blog organizou algumas dicas, com ajuda de convidados, para quem quer apenas fazer algo que não seja ver a Mangueira entrar.

No final do post, tem uma playlist com as cinco indicações de música de cada um.

Clique aqui para ver as dicas de 2016.


Arthur Chrispin, escritor, amigo e carioca profissional

Livro: Amém, de Arthur Chrispin
Porque eu escrevi, porque dizem que é muito bom [inclusive o dono do site] e finalmente porque vamos ajudar no leitinho das crianças. [nota do editor: é bom mesmo, leiam]

Disco: Houses of the Holy, do Led Zeppelin
É meu disco preferido e, pra mim, a obra prima do Led Zeppelin. De acordo com um juri formado por mim e mim mesmo, ainda tem a melhor música da história: Rain Song.

Filme: Moonlight, Estrelas Além do Tempo, La La Land, A Grande Aposta e Encarcerado
Se você vai ao cinema, assista Moonlight. É uma obra-prima e merece o Oscar. Se você prefere o cinema pipocão, vá de Estrelas Além do Tempo ou La La Land. Se a grana está curta e a Netflix salva, vá com o instigante e malemolente A Grande Aposta ou ainda com o fantástico e sufocante Encarcerado.

Documentário: OJ: Made in America, 13ª Emenda e Tickled
OJ: Made in America é o que há de melhor no momento, passa na ESPN ou tem no seu Watch ESPN. Se apenas houver Netflix, tome um soco na cara com 13ª Emenda ou se surpreenda bizarramente com Tickled.

Livre escolha: Série - Suits
Assista Suits. Duvido que você consiga parar.

Cinco músicas:
"Human", do Rag'n'Bone Man
"That's What I Like", do Bruno Mars
"36 Degrees" [unplugged version], do Placebo
"The World (Is Going in Flames)", do Charles Bradley
"Se Você Pensa", do Johnny Hooker


Júlia Mariano, namorada, dona do Mais que um Filme e editora dos vídeos do canal

Livro: Como Ver um Filme, da Ana Maria Bahiana
Aproveita que é o final de semana do Oscar e leia Como Ver um Filme, da Ana Maria Bahiana. É uma ótima leitura para quem quer aprender mais sobre como funciona a indústria cinematográfica e os elementos básicos para a construção de um filme. Imperdível!

Disco: Vs., do Pearl Jam
OK, indiquei a banda no ano passado, mas que disco bom, gente.

Filme: Capitão Fantástico e Kubo e as Cordas Mágicas
Coloque esse músculo que você chama de coração para funcionar e veja Capitão Fantástico, do Matt Ross. Se preferir uma animação, veja Kubo e as Cordas Mágicas, do Travis Knight.

Documentário: Mission Blue, de Robert Nixon e Fisher Stevens
Se estiver interessado em ver um documentário sobre questões ambientais, veja Mission Blue, dirigido por Robert Nixon e Fisher Stevens. A produção acompanha a ambientalista Sylvia Earle e seu trabalho para a preservação de santuários marinhos pelo mundo. Ah, tem na Netflix.

Livre escolha: Filme - A Chegada, de Denis Villeneuve
Por favor, veja. Reflexivo, denso e cheio de ricas reviravoltas, A Chegada é um dos melhores filmes do ano.

Cinco músicas:
"Couldn't Get It Right", do Climax Blues Band
"The Killing Moon", do Echo & the Bunnymen
"Given To Fly", do Pearl Jam
"Strange Kind of Woman", do Deep Purple
"Corazón Partio", do Alejandro Sanz (¿quién me va entregaaar suuus emociooonessss?)



Rob Gordon, publicitário por formação, jornalista por vocação, escritor por teimosia (segundo ele mesmo) e amigo

Livro: Queda de Gigantes, de Ken Follett
Ken Follett é um dos mestres do romance histórico e esta é sua obra mais ambiciosa: uma trilogia que dramatiza toda a história do Século 20. O primeiro volume acompanha as vidas de diferentes personagens (nos Estados Unidos, na Inglaterra e Irlanda, na Alemanha e na Rússia) que, aos poucos, vão se cruzando enquanto o mundo desemboca na I Guerra Mundial. Conforme os dramas pessoais vão se desenrolando, o leitor vê impérios caindo e o mundo vai mudando suas fronteiras e comportamento. É uma leitura lenta, detalhada e impossível de largar. Os outros dois volumes da trilogia já foram publicados no Brasil.

Disco: The Complete Recordings, de Robert Johnson
Em sua época, Robert Johnson, o maior mito do blues, era apenas mais um músico entre as centenas que percorriam as estradas do Mississippi. Redescoberto nos anos 1960, foi alçado à categoria de lenda e graças a isso, existem preciosidades como essa coleção que traz todas as 29 músicas que ele gravou (além de takes alternativos para algumas delas). Esqueça o blues moderno: aqui temos apenas violão e voz (poderosa e muitas vezes gritada, como era comum na época), num trabalho que é venerado por dez em cada dez guitarristas. Tente colocar as mãos na Centennial Edition, que tem um som mais limpo (e mais acessível para os novatos no blues) e ilustra melhor a genialidade de Johnson.

Filme: Era uma Vez na América, de Sergio Leone
Um dos melhores filmes sobre máfia já feitos, Era uma Vez na América é um épico que narra o crescimento da máfia judaica na Nova York da primeira metade do século 20. No centro de tudo, estão dois amigos, Robert De Niro e James Woods, líderes de uma pequena gangue que tenta crescer – a qualquer custo – no crime organizado, num roteiro repleto de violência, traições e reviravoltas. Leone é um dos maiores cineastas de todos os tempos e aqui, longe dos westerns, mostra que estava em excelente forma em seu último trabalho. De quebra, o filme tem uma das melhores trilhas sonoras de Ennio Morricone... E isso está longe de ser pouco.

Documentário: Anthology
Produzida nos anos 1990, essa minissérie em oito episódios conta a história dos Beatles desde os primórdios da banda, nos anos 1950, até sua dissolução em 1970 – esmiuçando cada momento da história do conjunto com um nível de detalhamento impressionante. É um produto chancelado pela banda – ou seja, muitos podres (mas nem todos) ficam de fora. Isso não impede que seja uma obra-prima, com um acervo impressionante, especialmente fotos e gravações. De quebra, ainda temos todos os três beatles vivos à época comentando passagens importantes – tudo complementado por entrevistas antigas de Lennon. Imperdível e não só para fãs.

Livre escolha: Game – Civilization VI
O game mais recente da série consagrada como a maior do gênero de estratégia. Na franquia Civilization, o jogador controla uma civilização desde a pré-história até a era espacial, pesquisando tecnologias, administrando cidades e fazendo (ou rompendo) acordos diplomáticos. Sua mecânica lembra um jogo de tabuleiro, e daí surgiu a maldição do “só mais um turno” – quando o jogador percebe, já são cinco da manhã e ele não consegue sair da frente do PC. É difícil de ser aprendido (são muitos detalhes e a mesma partida pode durar até vários dias), mas altamente recompensador. É viciante e apaixonante.

Cinco músicas:
"A Day in the Life", dos Beatles
"Gimme Shelter", dos Rolling Stones
"House of the Rising Sun", do Animals
"Layla", do Derek and Dominos
"Goodbye Yellow Brick Road", de Elton John


Gabriel Carvalho, jornalista no Motorsport e amigo de média data

Livro: A Revolução dos Bichos, de George Orwell
Obra escrita por George Orwell há tanto tempo e ainda atual. Leiam, apenas leiam.

Disco: Interludes For The Dead, do Circles Around The Sun
Capitaneado pelo excelente guitarrista Neal Casal (Chris Robinson Brotherhood), o Circles Around The Sun reuniu neste disco duplo canções instrumentais compostas para os intervalos da turnê Fare Thee Well, do Grateful Dead. Separe uma taça de vinho, sente-se com bons fones de ouvido e curta a viagem.

Filme: A Chegada, de Denis Villeneuve
Difícil explicar algo sem dar spoiler, então deixem de lado todo o hype em cima de La La Land e vejam este indicado ao Oscar. Você não será a mesma pessoa após ver este filme.

Documentário: A 13ª Emenda, de Ava DuVernay
Escrito por Ava DuVernay e Spencer Averick, o documentário aborda o sistema carcerário norte-americano. Pesado, mas essencial.

Livre escolha: Minissérie - Show Me A Hero
Minissérie da HBO baseada no conflito racial na cidade de Yonkers, ao norte de Nova York. Seis episódios de uma hora cada. Vale demais!

Cinco músicas:
"New Cannonball Rag", do Chris Robinson Brotherhood
"Steve McQueen", de Sheryl Crow
"Mama Can't Help You", do Doyle Bramhall II
"Sultan's Curse", do Mastodon
"Moving On and Getting Over", do John Mayer


Fagner Morais, responsável por organizar o blog e essa lista

Livro: Guardiola Confidencial, de Martí Perarnau
Ainda não acabei, mas é uma leitura muito boa. Ao mostrar os segredos do técnico, é possível conhecer um pouco as ideias, dentro e fora do campo, do homem. Dá para comprar online numa boa.

Disco: trilha sonora de Jackie, por Mica Levi
Indicada ao Oscar deste ano, foi a trilha que mais me encantou. A compositora respeita o espaço e a melancólica de um momento dramático na vida de Jacqueline Kennedy. Só clicar aqui para ouvir.

Filme: A Qualquer Custo, de David Mackenzie
Um faroeste moderno em que não há mocinhos ou bandidos, apenas a luta pela sobrevivência em uma cidade arrasada pela crise econômica. Jeff Bridges está brilhante no papel de xerife. Está no Cine Torrent.

Documentário: Miss Sharon Jones!, de Barbara Kopple
Morta ano passado depois de anos fazendo tratamento contra o câncer, a cantora Sharon Jones teve o primeiro diagnóstico, o tratamento e seu retorno aos palcos filmados em um longa que ganhou contornos ainda mais tristes depois do acontecido. Está na Netflix. E aqui tem a crítica no blog.

Livre escolha: Anime - Ajin
Kei Nagai, um estudante cheio de mistérios, é atropelado e descobre que é um Ajin - um imortal com poderes. Considerados peças importantes para a ciência, os Ajins são caçados pelo governo. E Nagai aprenderá muito sobre si mesmo enquanto tenta se esconder de todos que o perseguem. Tem na Netflix.

Cinco músicas:
"Doomsday", de Ryan Adams
"Purple Rain", do Prince
"Traveling Light", de Leonard Cohen
"Dawned On Me", do Wilco
"Rock the Casbah", do Clash


Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!