Mais do blog:

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020

Shakira e Jennifer Lopez entregam show competente no intervalo do Super Bowl

Foto: Shakira/Divulgação/Facebook

No último domingo (2), em Miami, aconteceu o Show do Intervalo do Super Bowl, a grande final da temporada do futebol americano. Depois de duas apresentações patéticas em dois anos seguidos na conta de Maroon 5 e de Justin Timberlake, finalmente o organizador do evento acertou ao colocar duas das maiores estrelas da música latina no mundo para entreter as pessoas de casa e no estádio. Foi a famosa #EscolhaAcertada.

Shakira e Jennifer Lopez montaram um show dividido entre as duas. Com mais ou menos o mesmo tempo, cada uma pôde mostrar seu repertório. Depois, as duas se juntaram em uma celebração da música, não apenas latina, de maneira geral. Em comparação com os anos anteriores, foi um alívio ver um show grandioso, mas nada pretensioso. Eram duas cantoras dando o melhor de si no palco. É esse tipo de apresentação que vale a pena.

Veja também:
Maroon 5 entrega pior show da história do intervalo do Super Bowl
Show de Justin Timberlake no intervalo do Super Bowl foi ridículo, e isso não é um elogio
Sete shows no intervalo do Super Bowl para assistir na íntegra


Diferente do ano passado, quando o Maroon 5 foi o único grupo a topar após diversas recusas, o show das duas cantoras em Miami foi uma boa sacada para atrair a comunidade latina local e de outros países. Difícil alguém que não conheça pelo menos uma música das duas. Aliás, com o pot-pourri de músicas, geralmente nossa cabeça descobre que sabemos mais músicas desses artistas do que nós imaginamos.

A apresentação teve muita dança e quase nenhum momento de pausa. Com o curto tempo, menos de 15 minutos, é necessário condensar carreiras inteiras em um curto intervalo. E ainda mais com duas cantoras famosas, a montagem desse show deve ter dado um trabalho terrível. Mas valeu a pena. Se não para entrar como um dos maiores shows da história do evento, ao menos serve para deixar de lado -- até a próxima -- a má impressão que a organização deixou nos últimos anos com escolhas desastrosas de artistas que não tinham muito o que acrescentar naquele momento.

Em momento tão divisivo da humanidade, Shakira e Jennifer Lopez entregaram mostraram a força da comunidade latina e relembraram ao mundo que as duas são precursoras de quando cantar em espanhol era um nicho com raras exceções -- elas mesmas só romperam a barreira quando lançaram discos em inglês. Hoje a música pop mundial recebe muito melhor os latinos e o sucesso de alguns desses artistas, incluindo os brasileiros, é algo para se notar nessa nova década do século 21.

Setlist:

"She Wolf" (Shakira)
"Empire" (Shakira)
"Whenever, Wherever" (Shakira)
"I Like It" (Shakira ft. Bad Bunny)
"Chantaje" (Shakira)
"Hips Don't Lie" (Shakira)
"Jenny From the Block" (Jennifer Lopez)
[medley]
"I'm Real" (Jennifer Lopez)
"Get Right" (Jennifer Lopez)
"Waiting For Tonight" (Jennifer Lopez)
"Love Don't Cost a Thing" (Jennifer Lopez ft. J Balvin)
"On the Floor" (Jennifer Lopez)
"Let's Get Loud" (Jennifer Lopez ft. Emme)
"Born in the USA" (Jennifer Lopez)
"Waka Waka" (Shakira)



Continue no blog:



Siga o blog no Twitter e no Facebook e assine o canal no YouTube. Compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!