terça-feira, 9 de novembro de 2021

Notícias do dia #114


Nomes de peso

Roy Mayorga, baterista do Ministry, Hellyeah e Stone Sour, será o responsável pela trilha sonora original de "Studio 666", filme de terror estrelado pelo Foo Fighters.

Ícone dos filmes do gênero, John Carpenter terá uma canção na trilha. O filme tem previsão de lançamento para 25 de fevereiro.

Para quem gosta...

"KicK iii" é o título do novo álbum de Arca. A artista promete disponibilizar o trabalho em 3 de fevereiro.

Esse eu gosto!

A cantora Mitski anuncia "Laurel Hell" como próximo trabalho de estúdio, sucessor de "Be the Cowboy", de 2018. O disco foi confirmado para para 4 de fevereiro.

Estou no Twitter e no Instagram. Ouça o podcast, compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Aee!!

E finalmente saiu o trailer de "Jagged", documentário sobre "Jagged Little Pill", disco de Alanis Morissette.

Bonitinho

A Billie Eilish cantou "Happier Than Ever" com Conde von Count em uma participação especial na Sesame Street.

Revendo posições

Colocado na parede por criticar o comediante Dave Chapelle, acusado de transfobia, o produtor Steve Albini foi relembrado das inúmeras coisas que disse, fez ou falou ao ser misógino, racista e homofóbico.

"Admito estar surdo para muitos problemas femininos na época, e isso é culpa minha. Dentro de nossos círculos, da cena musical, do underground musical, muitos problemas culturais foram considerados resolvidos — ou seja, você não se importava se seus amigos eram queer [termo usado para designar minorias sexuais e de género]", falou.

"É claro que as mulheres tinham um lugar igual, um papel igual a desempenhar em nossos círculos. A cena musical era amplamente inclusiva. Então, para nós, sentimos que esses problemas haviam sido resolvidos. E essa foi uma percepção ignorante", continuou.

"Foi um processo de esclarecimento perceber e aceitar que meu próprio status de branco nos Estados Unidos é o produto de preconceitos institucionais, que desfrutei dos benefícios deles, passiva e ativamente. E sou responsável por aceitar meu papel no patriarcado, na supremacia branca e na subjugação e abuso de minorias de todos os tipos", completou.

Completo

O Metronomy foi confirmado como última atração do Pitchfork Music Festival Paris deste ano. O evento está agendado para acontecer de 16 a 21 de novembro.

Clique aqui para ler a edição anterior

Continue no blog: