segunda-feira, 8 de novembro de 2021

Festival: 16º Festival de Cinema Italiano


A 16ª edição do Festival de Cinema Italiano começou no último dia 5 e termina em 5 de dezembro. São mais de 30 filmes, incluindo uma ótima retrospectiva com alguns longas com trilhas sonoras feitas por compositores históricos.

Clique aqui para ver a programação.

Estou no Twitter e no Instagram. Ouça o podcast, compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!


"Morrison Café" (2021)

Direção: Federico Zampaglione. Duração: 99 min. Elenco: Lorenzo Zurzolo, Giovanni Calcagno, Carlotta Antonelli, Giglia Marra, Riccardo De Filippis. País: Itália.

Muitos jovens alimentam o sonho de ter uma banda e, por que não, viver disso pelo resto da vida tal qual Mick Jagger. E todo mundo precisa de um começo, certo? Para muitos, é o "Morrison Café", casa de shows que tem uma simples regra: quer tocar? Traga seu público e vocês terão lugar certo na programação.

É assim que a banda do jovem Lodo começa. Aos 20 anos, afastado do pai, morando sozinho e apostando na música, a vida dele começa a mudar quando conhece Libero Ferri, um ex-astro do rock que sonha com um retorno triunfal.

Entre amores e os dissabores da vida, o diretor Federico Zampaglione consegue contar bem a história de ambos, o choque de geração, a felicidade e os momentos mais complicados até o segundo ato. Mas a coisa desanda no terceiro em um nível inacreditável. Seria um ótimo filme ao melhor estilo Malhação: adolescentes e adultos em conflitos — às vezes acertando, às vezes errando.

O problema é que a parte final é recheada de exagero e um drama desnecessário que, ao invés de salientar as melhores parte do começo, jogam tudo para baixo. "Morrison Café" tinha tudo para ser um filme adolescente divertido e com muita música, mas a parte final é um sério problema. Uma pena.

Avaliação: regular

Continue no blog: